+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Antonio González, perante o repto/objetivo de superar-se e bater seu recorde

Possui o do concurso (89,600 quilos) e também o de Espanha (92, 200)

 

No centro Antonio González, numa edição anterior. - RAÚL HABA

R. HABA VILLANUEVA DE LA SERENA
22/08/2019

Mañana começam as festas de São {Bartolomé} em Villanueva de la Serena e o fazem com o clássico concurso de melancias e melões.

Como vem acontecendo nos últimos anos, os olhares estão ocasos no que faça Antonio González Casillas, conhecido como o homem-recorde.

Antonio, que nas últimas edições não tem tido rival, tem perante si o repto/objetivo superar-se a sim mesmo excedendo o recorde de melancia do concurso, estabelecido em 89 quilos e 600 gramas com pesagem perante notário. Se quer ser mais ambicioso ainda, outro repto/objetivo é superar o recorde de Espanha, também em seu poder/conseguir, com 92 quilos e 200 gramas. Este recorde data de setembro do ano passado em pesagem perante notário e foi com um exemplar de melancia fora já do tradicional concurso de São {Bartolo}.

Antonio González parece estar acostumando à pessoas a estas extraordinárias proezas, mas não é nada fácil cultivar uma melancia de tal descomunal peso.

Desde que no ano 2003 o cacerenho Carlos Pérez {pulverizarse} todos os registos apresentando a concurso uma melancia de quase 80 quilos, Antonio González se tem erigido no grande dominador, salvo alguns anos que esteve em seco, pelo que há interesse/juro por saber o que é que se passa amanhã na praça/vaga de São {Bartolomé} a partir das dez da noite.