+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

«Há mais recursos na internet que nos livros»

Uma professora de Língua explica como utiliza este dispositivo em suas classes: «lhes motiva muito»

 

26/10/2019

Sonia Rivas é professora de Língua e Literatura no {IES} Santiago Apóstol da localidade de Almendralejo. Ela é a encarregada de coordenar o projeto de Fórum Nativos Digitais no qual participa o centro com o objetivo de tentar que os rapazes façam um uso responsável das novas tecnologias que ela mesma também aplica em suas classes.

Em seu centro o uso do telemóvel na sala de aula está vetado embora sim se permite com fins pedagógicos quando o docente assim o considere.

«Quando tenho pensado utilizá-lo aviso aos alunos com antecedência para que se o tragam no dia seguinte, sobretudo aos de primeiro e segundo de Ensino secundário, que são principalmente os que menos o costumam trazer a classe. Eu o tenho usado muito para realizar atividades interativas. É mais cómodo e mais rápido que tirar os {ordenares}», conta esta docente.

Uma ferramenta que utiliza com frequência é o {Kahoot}, uma plataforma que permite a criação de concursos na sala de aula para aprender ou reforçar a aprendizagem. «Fazemos {Kahoot} de {morfología} de palavras, de literatura... Isso lhes motiva muitíssimo», embora reconhece que a miúdo temos de estar pendente de que não utilizem seus telemóveis para outras coisas que não sejam essa atividade. «Temos de estar vigilantes».

«Sou partidária de introduzir estes dispositivos e as novas tecnologias em geral nas salas de aula porque se pode fazer de tudo. Na internet há multidão de exemplos e de recursos, muitos mais dos que nos podemos encontrar nos livros. E, além disso, aos estudantes adoram».