+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O mitológico ator {Bruce} Lê ressuscita numa série de {HBO}

 

Andrew Koji é {Bruce} Lê. -

BEATRIZ MARTÍNEZ MADRID
08/04/2019

O espírito de {Bruce} Lê continua mais vivo que nunca. {Quentin} {Tarantino} o recuperará como personagem em seu próximo filme {Érase} uma vez em Hollywood e este passado fim-de-semana, a plataforma {HBO} tem estreado {Warrior}, uma série que o próprio mito das artes {marciales} escreveu antes de converter-se numa estrela, e que tentou dar início a princípios dos 70, quando chegou a EUA, antes de protagonizar Karaté a morte em {Bangkok}.

Conta a lenda negra que, embora nenhum estudo quis produzir a ideia de {Bruce} Lê, um ano mais tarde apareceria uma série com um conceito/ponto muito similar que se converteria num marco televisivo: {Kung} {Fu}, com David Carradine. No entanto, {Warrior}, pelo menos nesta sua versão século XXI, se parece mais a um {Gangs} {of} {New} {York} em versão oriental, que às aventuras do mitológico monge {Shaolin} percorrendo o {Wild} {West}.

{Jonathan} {Tropper} ({Banshee}), junto à filha do próprio Lê, {Shannon} Lê e {Justin} {Lin} (A tudo gás) na produção, foi o encarregado de tirar adiante esta grande aposta histórica {ambientada} no São Francisco de finais do século XIX, no bairro de {Chinatown}.