+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

‘Enviado especial’ procura soluções para Espanha

{Jalis} da {Serna} mostra medidas políticas aplicadas na Austrália, Viena e Dinamarca

 

{Jalis} da {Serna}, apresentador de ‘Enviado especial’. - {ATRESMEDIA}

INÉS ÁLVAREZ epextremadura@elperiodico.com MADRID
23/10/2019

Enviado especial, o programa de {Jalis} da {Serna}, volta esta noite (22.30 horas) à grelha de A Sexta com uma nova época, a terceira, que tem como objetivo procurar soluções aos grandes reptos/objetivos aos que se enfrentará Espanha nos próximos anos. Para isso o jornalista viajou a Austrália, EUA, Áustria, Chile, Dinamarca, Escócia, Argentina, Brasil e Alemanha, países que deram resposta com êxito a temas como a escassez da água, as pensões, o acesso à habitação e a despovoamento das zonas rurais.

«É um programa de utilidade pública», assegura Da {Serna}, que quer deixar claro que não se trata de mostrar os problemas que têm esses países, mas procurar inspiração para expressá-lo em soluções para Espanha. «Os políticos poderiam tomar nota agora que começam a campanha eleitoral», aponta.

Um dos oito capítulos que compõem a época centra-se nas medidas que tem tomado Austrália, o lugar habitado mais seco do planeta, para combater a escassez da água, que podem ser de grande utilidade para nosso país. «Iniciativas tão simples como aproveitar a água da chuva, as águas cinzentos (de lavar)… Ali há prédios que chegaram a poupar o 80% aplicando-as», assegura. Outro exemplo a ter em conta é o de Dinamarca, pelas medidas políticas ativas que têm tomado no assunto das pensões. «Não {juzgamos} se estão melhor ou pior, mas o que é certo é que lhes permitem ter confiança em seu sistema de pensões sustentável», diz o jornalista. O programa viajou a EUA, o país que nos introduziu na internet e as redes sociais, e que agora advoga pela desconexão digital nos atos mais quotidianos. «É preocupados o controlo que exercem em nossas vidas, porque estamos oferecendo nossa intimidade», adverte o jornalista, que aponta também à dependencia que criam/acreditem. Para conhecer mais detalhes, a equipa tem visitado lugares chaves como a CIA e a Casa Branca, onde tem conhecido de perto sua tecnologia.

O resto dos programas centram-se no problema da despovoamento das zonas rurais ao que se enfrenta Espanha, que Escócia tem sabido solucionar; a redução do consumo do açúcar, já que aqui se toma o dobro do que aconselha a OMS, enquanto Chile tem adotado medidas efetivas; outro modelo de produção de alimentos que não destrua o planeta, como acontece em Argentina, que já aplica Brasil, e a mudança de modelo energético de Alemanha, que tem conseguido reduzir suas emissões enquanto Espanha subscreveu um acordo/compromisso de longo prazo.