+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O {vudú} é o melhor proxenetismo

 

O {vudú} é o melhor proxenetismo -

22/07/2019

As {nigerianas} são captadas graças ao {vudú}. As redes de trata aproveitam a fé e o respeito que têm as meninas a este sistema de valores. As submetem a «rituais de iniciação, nos que se lhes asperge o corpo com sangue de animais e se lhes obriga a entregar coisas íntimas, como pelo púbico ou roupa interior», cita/marcação/encontro o relatório/informe de {Apramp}.

Seguidamente, as raparigas juram cumprir com «um contrato» no qual comprometem-se a pagar as despesas pelo viagem até Espanha, entre «45.000 e 60.000 euros» duma dívida que deverão pagar com serviços sexuais em ruas, polígonos e clubes espanhóis enquanto vivem amontoadas em habitações controladas as 24 horas ao dia por uma {mami} ou {madame} que as vigia permanentemente.

A organização as faz acreditar/achar que, se quebram esse pacto sagrado, elas ou seus familiares adoecerão ou se voltarão loucas. Elas, muitas delas analfabetas e educadas baixo/sob/debaixo de um forte influência espiritual, acabam pensando que tudo o mau que lhes acontece é porque não têm respeitado o {vudú}. Muitas sofrem episódios psicóticos, de desvario ou mesmo alucinações. O terror que sentem é tal que dificilmente quebram com seus {mamis}. No 2017, 18 das 41 menores identificadas por {Apramp} eram {nigerianas}.