+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Um acusado/arguido de abusar da filha de seu casal/par é absolvido

 

EFE ZAMORA
08/04/2019

A Audiência Provincial de Zamora tem absolvido a um homem tribunal/réu/julgado como suposto autor de abusos sexuais a uma menor de idade filha de seu casal/par. Para o acusado/arguido, agora declarado inocente, a Procuradoria tinha pedido um total de seis anos de prisão apesar de que a vítima mudou de versão no juízo e negou as acusações.

A sentença {absolutoria} conseguida pela defesa do acusado/arguido, se baseia, entre outros dados, no próprio testemunho da menor que o tinha denunciado, já que se desdisse da versão prévia que tinha oferecido quando denunciou os factos/feitos e no tribunal de instrução e assegurou durante o juízo que se tinha inventado os supostos abusos.

O erro judicial, contra o que cabe recurso de apelação perante o Tribunal Superior de Justicia de Castela e Leão, se conheceu no sábado depois de/após que na passada semana a Audiência Provincial de Zamora deixasse o caso visto para sentença.

No juízo, para além da menor queixoso dos supostos abusos, que declarou à porta fechada, testemunharam também vários familiares e uma examiga à que também confessou os factos/feitos denunciados.

Do mesmo modo, emprestaram declaração técnicos dos serviços sociais que tinham realizado um seguimento da família durante seis anos depois de/após que o pai da adolescente formulasse outra denúncia por abusos à menina quando esta convivia com a mãe e com o acusado/arguido.

A Audiência Provincial de Zamora tem estimado finalmente que o homem é inocente dos alegados abusos que teriam sido cometidos durante três anos, entre 2015 e 2018.

Além disso, o fiscal pediu à Audiência que abra procedimento judicial por falso testemunho contra a menor, mas «não por denúncia falsa» como recolhe/expressa o erro.