+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Detida uma menor de 17 anos acusada de degolar a a sua mãe

A investigação aponta a que foi ao instituto/liceu após matá-la

 

EFE
11/01/2019

A Polícia catalã d’{Esquadra} detiveram ontem à filha de 17 anos da mulher degolada na quarta-feira em {Bañolas} ({Gerona}), à que os investigadores atribuem a nota {manuscrita} que apareceu junto ao cadáver, na qual implícitamente reconhece o crime.

A menor, de origem russa e que tinha sido adotada fazia anos, foi encontrada num domicílio que a família tem em Praia de {Haro}. Segundo diversas fontes, sofre algum tipo de transtorno psicológico e recentemente tinha mostrado problemas de comportamento.

A Polícia catalã lhe atribuem a redação da nota que apareceu junto ao corpo de a sua mãe, na qual, para além de reconhecer o assassinato, anunciava dois localizações nas que pretendia suicidar-se. Os investigadores tratam de determinar se mudou de opinião ou se deslizou o nome desses lugares para despistar e a sua intenção inicial era a de refugiar-se na segunda residência da família, situada em plena Costa Brava.

O corpo da mulher, que, segundo a autópsia morreu degolada, foi descoberto na quarta-feira sobre/em relação a as 21.00 horas por outro filho da vítima, de 29 anos. Apresentava multiplos cortes e estava nu.

A investigação aponta a que o crime se pôde cometer sobre/em relação a as 09.30 horas, quando os vizinhos/moradores ouviram gritos, num momento em que a mãe ainda não tinha tido tempo de vestir-se. A reconstrução de toda a jornada confirma que a jovem, após o assassinato, foi ao instituto/liceu onde estuda. A menor passará hoje a disposição da Procuradoria de Menores.