+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Detetam 194 intoxicações de cogumelos tóxicos em 18 anos

 

EFE
25/10/2019

O {Clínic} de Barcelona, o único hospital do país com um laboratório para identificar as toxinas das cogumelos, detetou nos últimos 18 anos um total de 194 amostras positivas de intoxicações por cogumelos, como a {amanita} {phalloides} ou {Lepiota}, procedentes de pessoas de toda Espanha.

Todos os casos de {amatoxinas} (de cogumelos tóxicos) encontradas no Centro de Diagnóstico Biomédico do {Clínic} procediam de {boletus} {recolectados} pelas pessoas afetadas e nunca de pratos cozinhados em restaurantes ou comprados em mercados municipais ou privados. Assim o assegurou o diretor do Centro de Diagnóstico Biomédico, Jordi To Figueras, em declarações aos jornalistas durante a apresentação dos dados sobre/em relação a intoxicações detetadas neste laboratório por cogumelos tóxicos, drogas e também gases.

A médica {Ona} {Escoda}, internista de Urgências e membro da Unidade de Toxicologia do {Clínic}, explicou que o início rápido de um tratamento é muito importante e pode resultar vital para a sobrevivência do intoxicado.

Fortes dores de estômago, vómitos continuados e diarreias abundantíssimas são alguns dos sintomas que se podem apresentar normalmente entre meia hora e três horas depois de/após ter ingerido as cogumelos ou podem aparecer passadas algumas horas. As intoxicações mais graves se manifestam depois de/após umas oito ou dez horas, às vezes e os sintomas aparecem tarde.