+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Confirmados 150 casos de {listeriosis} e 500 estão baixo/sob/debaixo de suspeita

 

EFE MADRID
22/08/2019

O surto de {listeriosis} segue/continua em aumento e já são 150 os casos confirmados -a maioria em Andaluzia-, após consumir carne {mechada} poluída, mas o número poderia incrementar-se pelos que estão baixo/sob/debaixo de suspeita, uns 500, em diferentes comunidades.

São os casos confirmados pelo Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias ({Ccaes}), do Ministério da Saúde em sua última alerta em saúde pública, na qual não descarta que {afloren} novos nos próximos dias de pessoas que tenham podido consumir a carne, «dado que o período de incubação é longo/comprido e a distribuição larga do produto».

Será a Junta de Andalucía, segundo a titular em funções deste Ministério, María Luisa Carcedo, a que terá que ser feito as inspeções e indagações necessárias para conhecer «exatamente onde se produziu o erro».

Um dia depois de/após que se produzisse a primeira vítima mortal do surto, Saúde confirmou 132 casos em Andalucía relacionados com o consumo da carne poluída da marca A {Mechá}, da empresa {Magrudis}. Até ao momento, e segundo o porta-voz da Junta de Andalucía para esta crise sanitária, José Miguel Cisneros, na comunidade seguem/continuam hospitalizadas 53 pessoas, das que 23 são grávidas, e três estão na {UCI}.

Os dois recém-nascidos que tinham sido ingressados foram dados de alta ao descartar as análises a infeção.

Os 18 casos restantes confirmados por Saúde até chegar a os 150 se têm diagnosticado noutras cinco comunidades: Asturias, Extremadura (4), Madrid, Catalunha e Aragão.

A maioria da carne poluída foi distribuída em Andalucía, que ontem ordenou a paralisação da atividade e a retirada de todos os produtos das carnes que fabricava {Magrudis} como medida de prevenção.