+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O PSOE vê «deixação» nos pavilhões e o PP nega-o

 

REDACCIÓN
15/02/2020

O grupo municipal socialista do Câmara Municipal de Plasencia criticou ontem o estado da obra dos pavilhões militares, ao assinalar que leva «um ano de atraso», em palavras de Alfredo Moreno, quem recriminou ao governo do PP, concretamente ao presidente da Câmara Municipal, seu «deixação de funções» porque «o primeiro relatório/informe da empresa que falava de indefinição do projeto era de 25 de Julho e um ano depois pediram um relatório/informe ao colégio de arquitetos».

O porta-voz do governo local e por sua vez vereador de Urbanismo, José Antonio Hernández, replicou ao grupo socialista apontando que «o documento oficial sobre/em relação a possíveis deficiências no projeto» tem data de 18 de setembro e, desde/a partir de esse dia e até à contratação da revisão do projeto por parte da escola «têm decorrido quatro meses».

Segundo Hernández, o processo «está a ser ágil e {garantista}, cumprindo com os prazos que marca a Lei e seguindo/continuando as premissas dos técnicos municipais».