+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A ocupação turística alcançará até ao 96% de quinta-feira a domingo

{Altup} considera que será «uma boa Páscoa», melhor que a de 2018. O fim-de-semana, a previsão era do 70% e, desde hoje a quarta-feira, do 86%

 

Turistas acedem à visita da catedral, numa imagem de arquivo. - TONI GUDIEL

RAQUEL RODRÍGUEZ
15/04/2019

Vacaciones escolares, climatologia, procissões de Páscoa, a possibilidade de visitar a cidade e as regiões... São alguns dos condicionantes que atrairão turistas durante estas festas a Plasencia. O presidente da Associação de Alojamentos e serviços turísticos da cidade ({Altup}), {Teo} {Magdaleno}, considera que esta vai ser «uma boa Páscoa» em matéria turística, «se calhar mesmo melhor que a do ano passado», porque a ocupação chegará até ao 96%.

Segundo os dados comparados de todos os seus associados, que incluem à maior parte dos alojamentos da cidade, os melhores dias de ocupação serão desde o Quinta-feira Santa até ao domingo de {Resurreción}. Nestas datas, se roçará o 100%, já que o dado geral é que um 96% das praças/vagas turísticas estarão ocupadas.

Não obstante, desde hoje segunda-feira e até ao quarta-feira também não terá maus dados porque, por enquanto, a ocupação prevista alcança o 86%. Além disso, há quem preferiu viajar o passado fim-de-semana, em que os dados de {Magdaleno} apontam a um 70% de ocupação.

três ou quatro noites / O que destaca destas datas é que os turistas não só/sozinho pernoitam um ou dois dias, mas a maioria opta por três, e inclusivamente por quatro, o que melhoria os dados globais de dormidas em Plasencia. Porque, segundo explica o presidente de {Altup}, os visitantes tomam Plasencia como «acampamento base», que visitam o primeiro ou segundo dia, enquanto o resto, tomam o pequeno-almoço na cidade e vão-se embora a visitar alguma das regiões limítrofes para depois regressar à tarde para ver as procissões, jantar e voltar ao alojamento.

«Nós lhes {aconsejamos} que chamem para reservar o restaurante porque a praça/vaga Maior se cheia», pelo que lhes informam das ofertas dos bairros.

{Magdaleno} destaca que os turistas «tentam esticar a ponte» e considera que «o tempo vai a influir, para além das procissões que temos». Por sua vez, espera que os hotéis grandes encham suas praças/vagas nos dias que diminuem.

Para os dados turísticos da cidade, o presidente da Câmara Municipal destacou que neste ano a Páscoa não coincida com a festa do Cerezo em Flor do Valle del Jerte porque isso permite que Plasencia seja atraente/atrativo para os visitantes durante mais tempo.

Porque agora aproveitam também para visitar esta região, para além da Vera, o Vale do Ambroz, {Trasierra}, Hurdes, Gata e o parque nacional de Monfragüe, sobretudo.