+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O folha de jardins valorizará a utilização de veículos eficientes

O documento treinador divide a cidade em duas zonas, a norte e o resto. O contrato cumpre em Agosto, mas a empresa terá seis meses de prorrogação

 

Imagem de arquivo da visita a uma zona que será um parque canino. - TONI GUDIEL

RAQUEL RODRÍGUEZ
01/07/2019

Solo falta terminar o folha administrativa para que a Câmara Municipal de Plasencia possa tirar a licitação um dos seus maiores/ancianidade serviços, o de manutenção, limpeza e melhoria de parques, jardins, zonas verdes e arborizado. Supõe um investimento anual de em torno de 1,2 milhões de euros e o folha treinador é tão ambicioso que não só/sozinho incluirá todas as zonas verdes criadas na cidade desde que se adjudicou no ano 2007, mas valorizará melhorias das empresas que se apresentem à licitação, como «o uso de veículos eficientes, que terá uma pontuação determinada em função do tipo de veículo», segundo explicou o vereador de Serviços Municipais, Luis Miguel Pérez Escanilla.

Outro aspeto que revelou o vereador é que o folha treinador, que já está concluído, dividirá as zonas verdes em dois lotes, por um lado as localizadas na zona norte e, por outro, as do resto da cidade.

O contrato com a união de empresas adjudicatárias cumpriu no 2017 e, desde então, o plenário/pleno tem vindo aprovando prorrogações. A última cumprirá o 27 de Agosto, com o que a nova adjudicação deveria estar finalizada nessa data, mas Escanilla explicou que contará com outros 6 meses mais de prorrogação, pelo que teriam tempo até finais de Fevereiro.

Não obstante, a Câmara Municipal não quer esgotar este prazo e a intenção é poder/conseguir terminar com o folha administrativa tão cedo quanto possível. De facto, ao vereador gostaria de passar a licitação pelo plenário/pleno no mês de Julho, embora não é seguro que seja possível.

Agosto é um mês {inhábil}, com o que teria que esperar já até ao começo do novo curso.

Entretanto, a Câmara Municipal está ultimando o processo de licitação da criação e adequação de 9 zonas verdes, algumas já existenciais e outras que vão a criar. Precisamente, o presidente da Câmara Municipal assinalou que também se tem dividido em dois lotes, por um lado, a zona verde situada na rua Monfragüe, que tem um orçamento de 103.000 euros e, por outro lado, o resto.

Entre estas, destacou a adequação integral do parque de {Formosa}, no Roseira de Ayala, que incluirá passeios pedonales e rega e se tem adjudicado provisoriamente por 31.916 euros. Neste mesmos trâmites, adjudicada provisoriamente por 26.000 euros, encontra-se a zona da rua Enrique Egas, após a escola {Miralvalle}, que se converterá num parque canino, com encerramento, jogos e fonte. Estão pendentes de relatórios.