+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

As obras do estacionamento de Velázquez terminarão em outono

Trabalham agora 15 pessoas da adjudicatária, mais outras seis empresas. Após seis meses, a maioria de desmontes, se tem executado o 24%

 

RAQUEL RODRÍGUEZ
27/02/2019

O estacionamento da rua Velázquez será o de maior capacidade dos que vão a construir com ajuda de fundos europeus. A Câmara Municipal de Plasencia o apresentou como complemento à reforma da rua {Sor} {Valentina} Mirone, para paliar a perda de 50 praças/vagas nesta rua e estará terminado o próximo outono.

De facto, o presidente da Câmara Municipal realizou ontem uma visita às obras e assinalou que a previsão é que estas concluam a finais do mês de Agosto. Por enquanto, e após seis meses de trabalhos, se tem executado um 24%, o equivalente a uns 270.000 euros dos 1,1 milhões em que se adjudicou.

Até agora, o tempo se tem investido sobretudo em «desmontar o granito de grande parte, o que foi muito complicado, pela dureza do terreno e pelas medidas de segurança, ao ter habitações próximas», explicou Fernando Pizarro. Já se iniciou a cimentação e o cofragem dos muros.

Em todas estas tarefas estão a trabalhar 15 pessoas da empresa adjudicatária, com sedes em Plasencia e Cáceres, mais trabalhadores doutras seis empresas de Plasencia relacionadas com movimentos de terra, loja de ferragens, {hormigones} e outras.

Ao todo, este arrumador contará com 302 praças/vagas distribuídas em dois plantas e se financiará graças ao {DUSI} acordado com a Diputación de Cáceres. Estes estacionamentos se somarão aos 120 projetados no segundo grande projeto deste {DUSI}, o parque de esacionamento de {Eulogio} González, junto ao ponte/feriado Trujillo, que transformará o estacionamento atual graças a três plantas e uma praça/vaga aberta ao cidadão.

Neste caso, a Câmara Municipal está à espera de que a Diputación de Cáceres o tire a licitação, por 1,6 milhões de euros.

Outra obra deste {DUSI} já licitada foi a administração eletrónica, à que se apresentaram cinco empresas e que está em trâmites de adjudicação.

A última será o reordenamento da porta {Berrozana}. O último plenário/pleno aprovou a cessão dos terrenos para que a administração provincial possa licitar também as obras.

«Somos líderes na aplicação de fundos europeus», sublinhou ontem Pizarro, ao {recordar} que quase o 100% dos projetos co-financiados estão em tramitação.

Quanto à criação de estacionamentos, fez finca-pé em que, nos últimos oito anos e somando estes dois próximos, se terão criado umas 1.200 praças/vagas. Recordou os da ponte Novo, A Ilha, Bispo Amadeo, São Miguel, Jardins do Jerte, Juan Carlos I e Os {Monges}.