+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O 73,5% dos contratos do plano de emprego, de jornada completa

Se oferecerão 83 postos, 61 pelo 100% da jornada e 22 ao 70%. Durarão um ano e a maioria, 48, serão para auxiliares de ajuda a domicílio

 

Trabalhadores temporários da brigada de obras, numa imagem de arquivo. - TONI GUDIEL

RAQUEL RODRÍGUEZ plasencia@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
11/10/2019

Al igual que no passado ano, a Câmara Municipal de Plasencia oferecerá 83 postos de trabalho dentro do Plano de Emprego de Experiência, dos que 61, o 73,5%, serão de jornada completa e 22, ao 70%. No passado ano, foram 25, com o que vão a melhorar três contratos, nomeadamente, os de operários especialistas em brigada verde, necessários em matéria de {desbroces}, entulheiras e outros assuntos de meio ambiente.

Este aumento será possível graças ao alta das quantias económicas que, tanto/golo a Junta como a Câmara Municipal, destinam a este programa, embora em diferente medida, como sublinhou ontem o vereador de Recursos Humanos, Álvaro Astasio. Porque o programa contará com um total de 1.944.421,75 euros de investimento, 102.421,75 mais que no passado ano. A Junta dará 1.004.000 euros, «8.000 euros mais» que no 2018», em que concedeu 996.000, enquanto a Câmara Municipal porá 94.096 mais que no passado ano, até 940.421,75 euros.

Com estas quantidades/quantias, a Câmara Municipal prevê contratar, como muito a data 30 de Novembro, a 48 auxiliares de ajuda a domicílio, a categoria/escalão maioritária. Pelo revezo geral serão 45 e 3 pelo de deficiência. Todos estes contratos serão pela jornada completa. Oferecerá também 5 postos de auxiliares administrativos, 4 por turno de deficiência e um pelo geral, ao 70% da jornada todos; 1 de auxiliar de biblioteca por turno de deficiência ao 70%; 2 de auxiliares de turismo ao 70%; 1 de empregado de mesa/limpador ao 100%; 5 de operário de serviços multiplos ao 70%; 1 de operário especialista de eletricidade ao 70%; 3 de operário especialista em instalações desportivas ao 70%; 3 de operário especialista de brigada verde ao 100%; 1 de especialista em pintura ao 70%; 1 de especialista em carpintaria ao 70% 1 de especialista em eletricidade ao 70%; 1 de especialista condutor de grua ao 100%; 6 de monitor desportivo de atividade físico recriativa ao 100%; 1 de operador treinador de informática ao 70%; 1 de treinador de educação pre-escolar ao 100% e 1 de preparador físico ao 70%.

As bases deste novo plano se aprovaram ontem na mesa de negociação municipal, com partidos políticos e sindicatos e deverá aprovar-les a junta de governo, o que prevê-se para hoje. A ideia do vereador é que a primeiros da próxima semana, se envie ao Sexpe a relação de postos para que este realize uma pré-seleção. Depois, a Câmara Municipal contactará com os pré-selecionados e realizará as provas teóricas e físicas necessárias.

críticas de {up} e {pec} / Na mesa de negociação, Unidas Podemos incidiu «na necessidade de que a Câmara Municipal aposte em o emprego de qualidade, levando todos os contratos a jornada completa». Assim, considera que a Câmara Municipal deve «dispor os recursos necessários» para suplementar o que a Junta não financie.

O mesmo pediu ontem Abel Izquierdo, de {PeC}, que considera que «há dinheiro suficiente na Câmara Municipal». Astasio replicou a ambos com um «não posso fazer magia» e pediu, sobretudo a {UP}, que reclame à Junta que aumente a dotação.