+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Orgulho contra preconceito

 

01/07/2019

Cumprem-se 50 anos dos incidentes de {Stonewall}, o bairro de Nueva York onde nasceu o movimento {LGTBI}. Foi um {detonante} que começou a liquidar/saldar a {invisibilidad} e a clandestinidade do coletivo, que reivindicou seus direitos a partir do conceito/ponto do orgulho. Isto é, não só/sozinho a luta pela dignidade e pela diversidade sexual e de género, mas a entronização na vida pública duma vontade explícita de visualização daquilo que era marginal. O {Pride} tem posto de manifesto novamente a vitalidade do movimento, com diversos atos feriados, sem esquecer a {radicalidad} política, justo nuns momentos muito difíceis, com o auge duma extrema direita que ameaça com recortar uns direitos adquiridos com esforço e sofrimento. Uma posição firme/assine que apresenta perguntas sobre/em relação a a decisão de excluir a aqueles que contemporizam com a homofobia mas se somam ao flatulencia. ¿Denúncia legítima duma posição {inconsecuente} ou um gesto desnecessariamente excludente? No outro lado da balança, os sectores mais combativos do movimento criticaram o capitalismo cor-de-rosa, a {asunción} da imagem {LGTBI} como um reclamo superficial e consumista, sem internar-se no fundo. Entre o espetáculo e a reivindicação, o Dia do Orgulho continua a ser necessário e imprescindível para {recordar} que esta sociedade entende como irrenunciáveis umas conquistas que devem defender-se dia-a-dia.