+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Moderação

 

Pedro Feal
09/05/2019

O 28 de Abril o povo/vila espanhol tem falado alto e claro, dando seu apoio maioritário à opção política que nestes momentos podia oferecer mais estabilidade.

O PSOE, único jogo/partido estatal que tem sobrevivido a todas os vicissitudes da história, foi um valor refúgio da democracia espanhola em momentos de emergência nacional: assim foi após a intentona golpista de {Tejero} e a desastre de {UCD} em 1982 ou a raiz do maior atentado terrorista de Europa, o de 11 de Março de 2004 em Madrid. Agora também a cidadania foi a ele para {conjurar} a ameaça do regresso dos fantasmas do passado encarnados em {Vox}. Mas Pedro Sánchez não deve enganar-se: boa parte de tantos milhões de espanhóis que lhe têm outorgado sua confiança o fizeram com o desejo de fugir de qualquer extremismo, órfãos nesta ocasião de outro jogo/partido de centro válido ao que acolher-se. Seria um erro por seu lado interpretar os resultados como um cheque em branco para entregar-se a aventuras radicais.

É possível que o cidadão meio seja no nosso país propenso à social-democracia de corte europeu, mas isto mesmo significa que o que procura dos poderes públicos é moderação.

AJUDA AO CLUBE

{Aúpa} CD Badajoz

{Anselmo} Soalheiro Furtado

Badajoz

Temos uma cita/marcação/encontro de Badajoz. Uma cita/marcação/encontro importante. Dia 12 de Maio às 18.00 horas no Novo Viveiro. Ajudar ao CD Badajoz. Ao Badajoz de sempre. Ao Badajoz mais que centenário. Se tem despertado um gigante.

Um gigante que tem muito mérito. Um mérito apoiado no esforço e dedicação duma diretiva que assumiu um repto/objetivo. Um gigante que quando começou a época, o objetivo era manter-se e hoje está jogando-se a possibilidade real de jogar uma promoção de ascender até o lugar que lhe pertence.

Se nos {enorgullecemos} de ser a maior cidade da região, nos tem que encher de orgulho dar uma resposta da mesma magnitude, enchendo o campo este próximo domingo.

Pelos jogadores que estão a dar a face e nos estão a fazer vibrar com seu esforço e seu jogo. Um esforço que tem contagiado a todos e todas. Essa comunhão duma hobby/adeptos com seus jogadores, é a satisfação de todos os adeptos e dos próprios jogadores que sentem o calor e o carinho que lhes faz redobrar o esforço quando o cansaço da longa época se aproxima. É tempo de dar uma grande resposta, a resposta que jogadores, diretivo e hobby/adeptos se merecem da sua cidade.

Faz uns dias ao terminar um dos partidos me {quedé} à saída dos jogadores e {reparé} num grupo de meninos e meninas que estavam à espera na rua. Jogavam e cantavam o hino. Este é um facto/feito que faz muitos anos que não se via.

Uns meninos que conhecem e pronunciam os nomes dos jogadores. Uns meninos que não pensam nos grandes clubes nem nos milionários jogadores de primeira divisão. Uns meninos e meninas que sonham com jogar no plantel/elenco da sua cidade. Que vão ao colégio com a t-shirt da sua equipa e que se sentem com orgulho dizendo que são do Badajoz.

Como dizem os hinos... Badajoz inteiro é quem proclama, que seu clube representa à cidade. De São Roque a Porta Palma, o Viveiro e São Juan, todas as gargantas por ti cantarão. Praça/vaga Alta, a Alcazaba, Castelar e a Estação, todos os braços por ti se levantarão. Badajoz, Badajoz é meu plantel/elenco, que o seu nome levamos com honra, e a sua bandeira branca e negra, a {defendamos} com ardor.

Com a incansável hobby/adeptos, com ardor e sentimento {blanquinegro}. Recuperando seu nome e a história orgulhosa e centenária.

Vamos Badajoz. Vamos a dar um pouquinho de todos a recuperar a ilusão/motivação da cidade, uma cidade que necessita mais do que se lhe está a dar e um clube que necessita um pouco/bocado muito mais de suas instituições.

{Aúpa} Badajoz. Sim se Pode.