+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

{Imserso}, necessidade de melhoria

 

24/10/2019

Faz uns dias saíram à venda as praças/vagas turísticas que anualmente subsidia o Instituto/liceu de Maiores/ancianidade e Serviços Sociais. Desde 1985, um milhão de pessoas jubiladas gozam duns dias de férias suportadas pelo Estado. Trata-se de um programa de investimento público que pretende ao mesmo tempo fazer melhor a vida dos maiores/ancianidade e prolongar umas semanas a época das infraestruturas turísticas com o impacto positivo que tem para o emprego e para o PIB. Uma {abstracción} como o estado do bem-estar toma corpo em iniciativas tangíveis como esta. O programa apresenta um balanço {netamente} positivo, tanto/golo pela consecução de seus objetivos como pelo grau/curso universitário de satisfação dos usuários. Mas neste ano, as praças/vagas têm saído à venda algo mais tarde do habitual por um conjunto/clube de recursos e alegações cruzadas no concurso para a adjudicação deste lote que subida à Administração pública algo mais de 130 milhões de euros que recebem as agências e os hotéis que emprestam o serviço aos jubilados. Mas parece que não tem muito sentido que as ajudas que recebem os pensionistas para praticar estes dias de turismo não tenham em conta o nível de rendimento dos beneficiários. Dar as ajudas de maneira linear pode parecer igualitário mas, na verdade, é discriminatório pois estaciona a dimensão redistributiva que devem ter as ajudas públicas. É uma má prática que se se erradicasse poderia, além disso, permitir que o programa tivesse mais beneficiários.