+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O futuro do Vale/cerque

 

27/10/2019

A exumação de Franco se tem coado em campanha convertendo-se em argumento político. Desde o ponto de vista da memória histórica, o futuro significado do Vale/cerque dos Mortos parece estar ainda no ar. Uns acham que o oportuno é {resignificarlo} e fazer dele um museu; outros demolirlo; outros convertê-lo num cemitério civil, e outros num cemitério religioso, e não faltam os que defendem que temos de deixá-lo como está. Todas as possibilidades ficam abertas, mas conviria fazer algumas considerações antes de enfrentar a discussão pública em relação do Vale/cerque e seu futuro.

Vale a pena assinalar o aspeto não reconciliado da sociedade espanhola no que se refere a seu passado, mergulhado numa tibieza cinzento, que passa de pontas sobre/em relação a a Transição. Em segundo lugar, em ausência duma política de Estado não partidarista e de consenso; toda possível solução (por boa que seja) ficará pendente dos ciclos eleitorais e as sondagens e, por {ende}, será uma solução com pés de barro.

Por último, é imprescindível {recordar} que o Vale/cerque dos Mortos e seu futuro será fundamental na construção da memória histórica e a forma na qual amanhã nos {relacionemos} com nossa história. O futuro não se reduz ao monumento, mas mais que nada {versa} sobre/em relação a nosso futuro.