+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

As uvas e o sono/sonho

 

JUAN JOSÉ Millás
10/05/2020

Dormir, se o {piensas}, é um acontecimento bruto, extraordinário, insólito. Consiste em sair de ti para encerrar-te dentro de teu mente, que é como abandonar o quarto de banho ocultando't na banheira. A mente como banheira. Vale. Nalgumas filmes de mistério, o criminoso/criminal se esconde aí, fecha as cortinas de plástico e passa inadvertido. Se pudéssemos observar-nos quando nos {hallamos} na fase {REM} do sono/sonho, nos daríamos medo. Uma pessoa dormida é capaz de qualquer coisa. Eu mesmo, esta noite passada, tive um encontro com Tamara Falcó, de quem tinha lido no jornal que era a nova {marquesa} de {Griñón}. O sono/sonho é ilógico, mas a vigília não lhe vai à defesa, signifiquem o que signifiquem ir à defesa e ser {marquesa}.

¿Resulta ou não resulta inquietante que eu tenha encontros noturnos com a nobreza? ¿Significa ou não significa algo? Se o {pregunté} a meu psicanalista quando nos conetamos por meio de Skype.

--¿Você que acredita? --{repreguntó}.

Sempre {repregunta}. Esta é a fórmula básica do psicanálise, {repreguntar}, para que a responsabilidade do achado seja do paciente.

--Eu acredito/acho que significa algo muito escuro --{respondí} porque não conseguia explicar-me que fazia eu com a nova {marquesa} de {Griñón} às três da madrugada dentro de meu consciencializa, ou de minha mente, que já dissemos que é como a banheira do quarto de banho. A mente é uma guarida, um esconderijo, um quarto escorregadio e sem luz com um {desaguadero}

--A mim me gostavam os vinhos do Marquês de {Griñón} --{añadí}--. Me gostava também a relação que o marquês tinha com as uvas. As uvas som como a mente: recolhem/expressão os sabores do subchão, de que aí que tenha vinhos que saibam a alcaçuz ou a frutas do floresta, mesmo a minerais ou a petróleo.

--Já --disse meu terapeuta convidando'm a seguir/continuar estabelecendo associações.

{Fingí} nessa altura que se cortava a comunicação, que é algo que não posso fazer nas sessões presenciais, e {permanecí} um bom bocado observando o teto, em plano meditação budista, pensando no espantoso e o estranho que é dormir. Não digamos sonhar.

*Escritor.