+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

2019

 

LARA Garlito
04/01/2019

Tem começado um novo ano e os bons propósitos se renovam, costumam ser os mesmos que em setembro por isso a maioria temos a oportunidade de retomar-los com a firme/assine convição de que esta vez não se perderão nos dias da rotina diária, isso sim, {comenzaremos} después do dia dos Reis Mágicos.

A atualidade esteve marcada nestes primeiros dias do ano por algo que mês após mês vem acontecendo, nada novo, uma velha injustiça histórica em nossa região e que em duas ocasiões o povo/vila extremenho tem saído a encher as ruas para exigir o que é justo: um comboio digno.

A viagem da {indignidad}, como tenho lido estes dias, voltou a fazer-se realidade.

¿Que tem que passar para que isto não volte a acontecer, para que seja uma realidade o comboio digno que tanto/golo {merecemos}? ¿Que se incendeie um comboio? Já passou ¿Que em metade da noite de inverno se fique sem luz e sem aquecimento com meninos a bordo? Já passou.

Esperemos que neste novo ano vejamos o comboio que {reclamamos}, que os extremenhos e extremenhas não tenhamos que voltar a padecer nenhuma incidência mais, que não {volvamos} a sentir-nos cidadãos de segunda.

Não quisesse finalizar este artigo sem referir-me ao que acredito/acho que é uma autêntica barbaridade infame, a aqueles que submetem ao jogo político uma drama civil, a quem atrevem-se a fazer chantagem com a violência machista no nosso país.

¿Quem ousa a pôr fim a medidas para salvar vidas?

¿Quem põe em rega a segurança das mulheres em troca de poder/conseguir?

¿Quem pode apoiar semelhante barbaridade?

{Vox}, um jogo/partido que tem conseguido ter representação num parlamento democrático, um jogo/partido que está chamado a ser a chave de um governo autonómico, ¿não assusta?

A mim sim, me horroriza.

Nem uma menos, nos queremos livres, vivas.

A semana que vem já estará em marcha a maioria dos bons propósitos para este novo ano.

Eu vos desejo a todos e todas um feliz 2019, que entre todos e todas façamos de mundo um lugar melhor, que pensemos em aqueles que virão detrás de nós, que {luchemos} para que o progresso entre gerações seja uma realidade, que façamos um mundo mais igualitário, que não dêmos nem um passo atrás.

* Filóloga e deputada do PSOE