+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A Câmara Municipal tirará uma oferta de emprego público com praças/vagas de polícia

Se contemplam oito postos para agentes da local e outro para administração geral. {Fuster} destaca que resulta «fundamental» criar outra relação de postos de trabalho

 

Constituição da Mesa de Negociação Geral, ontem, na sede da delegação de Urbanismo. - EL PERIÓDICO

REDACCIÓN merida@extremadura.elperiodido.com MÉRIDA
23/11/2019

A Câmara Municipal criará uma Oferta de Emprego Público ({OEP}) com oito praças/vagas de policia municipal e atualizará a Relação de Postos de Trabalho ({RPT}). Segundo os dados disponíveis e em função dos dados da anuidade de 2018, a {OEP} para 2019 poderá ser de nove praças/vagas, das que oito serão para cobrir vagas da policia municipal. Delas, o 20% será para o revezo de mobilidade e o 80%para o revezo livre, tal como se estabelece por lei. Além disso, terá uma praça/vaga para cobrir uma vaga de administração geral, como treinador de prevenção de riscos laborais, que será coberta no revezo livre.

Assim o anunciou ontem o delegado de Recursos Humanos, Julio César Fuster, após a constituição da Mesa de Negociação Geral com os sindicatos com representação na Câmara Municipal. Segundo destaca a câmara municipal em nota de imprensa, o vereador avançou que vai-se a desenvolver um plano de estabilização e projeção do emprego público com a atualização da {RPT} e as promoções internas. Em relação, afirmou que resulta «fundamental» realizar uma nova {RPT} durante a presente legislatura que seja «moderna e acorde às novas competências».

Na mesa de negociação se fez entrega da proposta de bases de convocatória para a criação de bolsas de trabalho 2019/2023 para contratar a pessoal laboral temporal em diversos postos do {consistotio}, para o estudo e contribuição de propostas ou melhorias por parte das centrais sindicais. Também se acordou constituir uma mesa sectorial para que realize a atualização atual do convénio coletivo da Câmara Municipal, com a função de elaborar um relatório/informe com as recomendações e atualizações do convénio. Fuster expôs os seis pontos com os que comprometeu-se o presidente da Câmara Municipal, Antonio Rodríguez Osuna, com os trabalhadores municipais e que «são a continuidade de um processo de quatro anos». A proposta de acordo em torno dos seis pontos se consolidará como acordos vinculativos da mesa negociadora.