+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A câmara municipal tirará novas praças/vagas para alargar os efetivos da local

O presidente da Câmara Municipal diz que o fim é ter uma plantel/quadro acorde às necessidades de Mérida. Se têm incorporado seis novos agentes e neste mês vão a somar outros tantos

 

Recebimento aos seis agentes novos que se incorporam à polícia local, ontem, na Câmara Municipal. - EL PERIÓDICO

CARMEN HIDALGO merida@extremadura.elperiodico.com MÉRIDA
04/02/2020

Melhorar as condições laborais da policia municipal e alargar o número de efetivos. Estes são os objetivos que tem em relação ao coletivo policial o presidente da Câmara Municipal, Antonio Rodríguez Osuna, que ontem recebeu na Câmara Municipal aos seis novos agentes que se incorporam à plantel/quadro procedentes de um concurso por comissão de serviços. A estes se somarão, ao longo do mês de Fevereiro, outros seis polícias locais, que fá-lo-ão através do denominado revezo de mobilidade.

O regedor municipal manifestou que o aumento da plantel/quadro é muito necessário, já que vários polícias locais passaram a segunda atividade ao cumprir 55 anos. Desta forma, Osuna indicou que «está previsto que na nova oferta de emprego público que devemos aprovar saiam novas praças/vagas para a polícia com o objetivo de que disponhamos duma plantel/quadro em consonância com as necessidades da cidade».

Cabe assinalar que o alargamento da plantel/quadro supõe para o primeiro vereador «um alivio», devido a que «nestes últimos meses temos tido que pedir um esforço à atual plantel/quadro que têm tido que aumentar suas horas para atender a os diferentes serviços». Com os 12 novos agentes que começarão a prestar serviço em Fevereiro, o pessoal contará com um total de 95 efetivos.

Entre outras questões, o presidente da Câmara Municipal destacou a necessidade de melhorar as infraestruturas atuais que tem a chefatura da policia municipal de Mérida, localizada na rua Calvário, mediante a incorporação futura de «espaços muitos mais dignos e acordes à plantel/quadro». «Vamos a negociar com as centrais sindicais uma nova localização da chefatura com melhores condições e também mais meios; é algo que {trataremos} em diferentes mesas de negociação», precisou.

«O espaço no qual se localiza atualmente a chefatura da policia municipal está um pouco/bocado constrangido, já não só/sozinho pela localização, mas porque não permite uma saída rápida e ágil da chefatura», reconheceu Osuna.