+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

{Altruismo} em favor da visão

Mais de 700 pessoas com diversidade funcional procedentes de toda a região receberam uma revisão oftalmológica gratuita graças a ‘Vêem e {verás}’, uma iniciativa solidária posta em marcha pela associação Abre seus olhos que se tem desenvolvido em {Ifeme}

 

Desenvolvimento da iniciativa solidária ‘Vêem e {verás}’, que se celebrou desde na sexta-feira passada nas instalações de {Ifeme}. - EL PERIÓDICO

Desenvolvimento da iniciativa solidária ‘Vêem e {verás}’, que se celebrou desde na sexta-feira passada nas instalações de {Ifeme}. - EL PERIÓDICO

por CARMEN HIDALGO merida@extremadura.elperiodico.com
27/10/2019

Melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência ou baixos recursos por meio da revisão e compensação dalguns de suas problemas visuais. Este é o objetivo da organização sem fins lucrativos Abre seus olhos, que leva mais de 15 anos trabalhando para ajudar aos demais de forma {altruista}. Graças ao projeto ‘Vêem e {verás}’, mais de 700 pessoas com diversidade funcional procedentes de toda a região receberam revisão oftalmológica gratuita, desde a regulação até à entrega de óculos. O evento se desenvolveu desde na sexta-feira passada até ao dia de ontem, nas instalações da Instituição da feira de Mérida ({Ifeme}), onde mais de 80 profissionais óticos e voluntários realizaram provas visuais e facilitaram equipamentos óticos aos assistentes graças às doações de empresas fabricantes do sector e outros colaboradores.

O evento celebra-se cada ano numa cidade do país e nesta ocasião tem encharcado em Mérida da mão do ótico emeritense Mario Balanzategui, que pertence à associação de utilidade pública Visão e vida, bem como a Abre seus olhos. «Graças à colaboração da Câmara Municipal e da direção geral de política social temos contactado com multiplos coletivos da Extremadura que trabalham com pessoas com deficiência para que seja através delas a seleção de aqueles que realizam as revisões gratuitas», assinalou o coordenador da iniciativa. Concretamente, Plena inclusão e outros organismos vinculados à delegação de Serviços Sociais da Câmara Municipal e ao Serviço Extremenho de Promoção da Autonomia e Atenção à Dependência ({Sepad}), foram os encarregados de realizar a seleção para as revisões gratuitas.

O presidente de Plena Inclusão Extremadura, Pedro Calderón, agradeceu em declarações aos meios que se levara a cabo esta iniciativa na cidade, já que está baseada em «a solidariedade e em ajudar aos demais por parte de pessoas especializadas que estão dispostas trabalhamos/trabalhámos e dedicar seu tempo de forma gratuita». Alberto López Masegosa, oftalmologista do Hospital de Mérida, sustenta que colaborou com esta iniciativa para «ajudar às pessoas dependentes no diagnóstico de doenças oculares, face a garantir-lhes a melhoria da {agudeza} visual, em base a suas condições».

Os assistentes a ‘Vêem e {verás}’ foram passando por diferentes estações para comprovar sua vista, ao passo que receberam uma análise auditivo básico. Por seu lado, os oftalmologistas diagnosticavam possíveis problemas de saúde ocular, enquanto aqueles que necessitassem óculos podiam passar a uma zona habilitada/tesoureira onde escolher o modelo que {quisieran}, que se lhes entregaria num prazo aproximado de um mês.

No evento estava {Pepi}, uma usuária da Associação de Familiares e Pessoas com Doença Mental de Mérida e Região (Feafes), que foi para que lhe {realizaran} a revisão gratuita. «Levei {lentillas} durante muito tempo, mas agora não sei se necessitarei óculos, por isso vem bem fazer-se uma revisão anualmente para ver como temos a vista e mais se é gratuita», manifestou.