+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

um acordo de 2008 com 4 níveis

 

28/03/2019

¿QUANDO SE CRIOU?

J A carreira profissional horizontal é um complemento retributivo que se acordou entre a administração e os sindicatos em 2008 nos três sectores da Junta (Saúde, Administração Geral e Educação). Está vinculada à antiguidade e também ao desempenho laboral, mas após sua criação se fixou um período transitório no qual só/sozinho se ligaria à antiguidade. Essa transitoriedade acabará neste ano quando se fixe como se avalia o trabalho dos funcionários.

¿QUANTO DINHEIRO SUPÕE?

J A quantidade/quantia anual a perceber/receber depende da categoria/escalão laboral de cada empregado e também do nível que lhe corresponda. Há quatro níveis: o 1 (cinco anos de {antiguedad}) oscila entre os 750 do grupo mais baixo (o E) mais baixos até os 1.500 euros para o mais alto (grupo A); o nível 2 (12 anos) são entre 1.500 e 3.000 euros; o nível 3 (19 anos) entre 3.000 e 6.000 euros; e o nível 4 (26 anos) entre 6.000 e 12.000 euros ao ano. Até agora se realizava num único pagamento anual, mas desde Janeiro de 2020 se pagará mês a mês.

¿PORQUE É QUE SE PARALISOU?

J A crise económica e as normas que obrigaram a a conter a despesa pública, paralisaram tanto/golo o reconhecimento como o adubo/prestação/pagamento da carreira profissional. No sector da Administração no momento da paralisação só/sozinho se pagava o nível 1, no SES se reconheceram todos os níveis mas não se pagavam todos ainda e no sector educativo nem sequer chegou a pôr-se em marcha.