+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A UEx reclama incluir aos profissionais do desporto no âmbito sanitário

Entende que, como noutros países, é conveniente regular/orientarlo

 

EFE CÁCERES
25/10/2019

A inclusão do profissional em ciências do desporto no âmbito sanitário, como centros de saúde e hospitais e tal como acontece noutros países, foi reclamada no I Congresso Internacional de Inovação no Desporto que tem começado esta quinta-feira em Cáceres. Assim o tem reclamado o presidente do comité organizador deste fórum, Tomás García Calvo, promovido pela Faculdade de Ciências do Desporto da Universidad de Extremadura (UEx) para comemorar os 25 anos da licenciatura.

Quando o médico diz a um paciente que tem que fazer atividade física ou desporto porque tem colesterol alto ou um problema cardiovascular, «a pessoa vai por sua conta e não existe um controlo exatos do que tem que fazer», advertiu García.

“O ideal seria que estivesse regulado, tal como estão outras figuras profissionais no âmbito da saúde» tem precisado durante a inauguração do congresso.

García Calvo assinalou que a licenciatura em Ciências do Desporto é relativamente jovem, pois sua antiguidade no panorama nacional ronda os 50 anos, pelo que «como profissão temos muito pouco/bocado percurso/percorrido».