+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A totalidade da energia elétrica da Junta será das renováveis

 

REDACCIÓN CÁCERES
11/10/2019

A Junta de Extremadura prepara a licitação para o fornecimento da energia elétrica de suas dependências no qual, pela primeira vez, se requer que a empresa adjudicatária do contrato acredite que a totalidade da energia elétrica fornecida seja de origem renovável. No atual contrato, que expira proximamente, a Junta valorizou no momento da licitação que uma percentagem de energia oferecido tivesse garantia de origem renovável, segundo recolhe/expressa num comunicado de imprensa. Esta nova licitação supõe um passo mais até um modelo baseado na energia verde e circular, com a inclusão como condição obrigatória de que o cem por cento da energia elétrica proceda de fontes renováveis e {cogeneración} de alta eficiência.

Esta exigência supõe um complemento para a transformação até o modelo de consumo energético «mais sustentável, mais eficiente e com menos emissões de gases de efeito de estufa» proposto pela recente Estratégia de Eficiência Energética nos Prédios Públicos da Administração Regional da Extremadura 2018-2030.

Com esta atuação, o Executivo extremenho reforça o acordo/compromisso e a atitude proativa da região em matéria de transição energética, luta contra as alterações climáticas e desenvolvimento sustentável refletido em iniciativas estratégicas e de planificação, como são a Estratégia de Economia Verde e Circular Extremadura 2030 e o próximo Plano Extremenho Integrado de Economia e Clima 2030.

Um plano no qual se definirão as linhas de atuação e objetivos próprios em matérias como a {descarbonización}, a {mitigación} de gases de efeito de estufa e a presença das energias renováveis.