+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Terá 375 milhões mais para o comboio neste primeiro semestre

As melhorias serão na plataforma de alta velocidade e na linha convencional. Fomentou destaca que supõe um incremento do 41% em relação a 2018

 

Reunião ontem em Madrid entre {Isaías} {Táboas}, José Luis Ábalos, Isabel Pardo e Guillermo Fernández Vara. - EL PERIÓDICO

R. S. R.
11/01/2019

Mais dinheiro para a rede ferroviária na Extremadura. O Governo licitará durante os próximos seis meses 375 milhões para atuações tanto/golo na via convencional como na alta velocidade nas linhas que conetam Extremadura com Madrid, Andaluzia e Castela-A Mancha. Foi o acordo que se alcançou ontem entre o presidente da Junta, Guillermo Fernández Vara, e o ministro de Fomento, José Luis Ábalos, após a reunião mantida na capital madrilena. À mesma também assistiram o presidente de {Renfe}, {Isaías} {Táboas}; e a presidenta de {Adif}, Isabel Pardo de Vera.

Desde Fomento destacaram que este investimento supõe incrementar num 41% o orçamento no primeiro semestre de 2018. Mas não especificaram se esta quantidade/quantia é uma {modificaicón} de crédito extra ou se se inclui dentro dos 500 milhões que ficam por licitar, segundo o acordado, para a obra da linha Madrid-Extremadura e sua eletrificação (já se têm licitado 1.000 milhões). Também não se sabe quais são os troços concretos nos que vai-se a atuar.

Temos de {recordar} que a promessa é que este 2019 esteja acabada toda a plataforma do TGV entre Badajoz e Plasencia e que por ela circulem comboios diesel (os trabalhos estão ao 85%).

Na reunião também se analisaram os processos do Ministério de Fomento para melhorar o material rolante que presta serviço à região, e se constatou «a redução operada no {nímero} de incidências registadas nos últimos dois meses».

Nesse sentido, o ministro lamentou os percalços mais recentes, que tiveram lugar nas festas natalícias, perante as que reiterou a necessidade de «perseverar nas medidas adotadas e impulsionar novas atuações que redundem em uma melhoria da qualidade do serviço».

«Estes investimentos mostram o firme/assine acordo/compromisso do Governo com os extremenhos, que seguem/continuam sofrendo o défice ferroviário», sublinhou.

REUNIÃO DO PACTO O DIA 21 / Por seu lado, o presidente da Junta, Guillermo Fernández Vara, pediu que na próxima reunião do Pacto Social e Político pelo Caminho de ferro na Extremadura (do qual já se têm ido PP e Podemos), os máximos responsáveis de {Renfe} e {Adif} expliquem tanto/golo os resultados das investigações realizadas pelos incidentes acontecidos nos últimos dias como o estado de execução das melhorias que estão comprometidas até Maio de 2019 no serviço de comboio convencional.

Esta nova convocatória do citado pacto está prevista para o 21 de Janeiro. À mesma se incorporará como novo membro o coordenador do sistema ferroviário da Extremadura, Eduardo Villar.