+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Ribeira anuncia que se devolverão «em breve» os terrenos de Valdecaballeros

A ministra afirma que se dará resposta a esta petição/pedido da Junta

 

REDACCIÓN MÉRIDA
27/10/2019

La ministra para a Transição Ecológica em funções, Teresa Ribera, assinalou ontem que num «prazo breve de tempo» se dará uma resposta à petição/pedido de devolver a Extremadura os terrenos de Valdecaballeros, toda vez que «já nunca aí terá uma central nuclear». Uns terrenos que têm «um grande potencial para fazer muitas outras coisas, num nó de comunicações interessante e numa zona interessante», assinalou a ministra em declarações recolhidas por Efe antes de participar num ato do PSOE em Mérida, no qual esteve acompanhada pelo secretário-geral dos socialistas extremenhos, Guillermo Fernández Vara.

La ministra indicou que Extremadura é uma região «muito verde» e com um «potencial de desenvolvimento espetacular», dado que «pela primeira vez na história moderna do país» o grande potencial energético não está nas zonas mineiras que se beneficiaram de isso para atrair, não só/sozinho respostas energéticas e desenvolvimento, mas por sua vez «respostas industriais». La produção energética atual, muito vinculada às renováveis, mudou «radicalmente o mapa» do país. Além disso, afirmou que Espanha está num momento no qual temos de planificar como cumprir com seus objetivos de energia e clima.

Neste sentido, a ministra assinalou que não trata-se só/sozinho de mudar «eletrões castanhas por eletrões verdes», mas temos de fazer um «desdobre industrial, de emprego, de modernização, de sustentabilidade, de reconhecimento da contribuição à custodia do território naqueles espaços que são verdes».

Cabe {recordar} que a Junta de Extremadura tem solicitado ao Governo de Espanha a cessão dos terrenos, localizações e instalações da Central Nuclear de Valdecaballeros, ativos que estão a disposição do Estado após cumprir-se a compensação a Endesa e Iberdrola, que tinham até agora a titularidade. Assim o acordou o Conselho de Governo da Junta de Extremadura, celebrado no passado terça-feira 22, em base ao estabelecido na Lei 54/1997, de 27 de Novembro, do Sector Elétrico. Concretamente, os terrenos ocupam uma extensão de 2.500 hectares localizados nos termos municipais de Valdecaballeros, Castilblanco e Alía.