+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Prémio para a spin-off extremenha Homeria

Por sua atividade na {Ingenería} Web e seu aposta em a I+D+i

 

Os responsáveis de {Homeria} {Open} {Solutions}, Juan Carlos Prezado e Fernando Sánchez Figueroa, recebem o prémio a noite de terça-feira. - CEDIDA

REDACCIÓN CÁCERES
07/11/2019

A empresa tecnológica extremenha Homeria Open Solutions recolheu na noite da passada terça-feira o Prémio Ramón Llul de Investigaçao 2019 outorgado pela Sociedade Cientista Informática de Espanha e a Fundação BBVA. Trata-se de um dos galardões mais prestigiosos do país neste sector. O erro deu-se a conhecer no passado mês de Maio, mas o prémio foi entregue na terça-feira durante um ato no Palácio do Marquês de Salamanca, em Madrid, aos fundadores de Homeria Open Soluticions, Juan Carlos Prezado e Fernando Sánchez Figueroa, que receberam o galardão de mãos do presidente de BBVA, Carlos Torres, e o presidente da Sociedade Cientista Informática, Antonio Bahamonde.

Com este reconhecimento valoriza-se a esta pme extremenha pela «sua atividade no âmbito da Engenharia Web e o Aprendizagem Automática, a sua decidida aposta em o I+D+i e por seu impacto nacional e internacional», segundo destaca a Sociedade de Informática. Homeria Open Solutions é uma empresa tecnológica promovida por professores e estudantes do grupo de investigação Quercus da Universidad de Extremadura (o que se denomina spin-off criada em 2008.

Atualmente está instalada no Parque Científico e Tecnológico localizado no campus universitário de Cáceres e integrado por uma trintena de engenheiros e engenheiras (a grande maioria extremenhos e intitulados pela UEx). No ano 2013 desenvolveu uma plataforma de comércio eletrónico, agora implantada em todo o país, para gerir os pedidos a domicílio duma conhecida cadeia de restaurantes de comida rápida.