+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Descem um 4% as retribuições dos vereadores libertados em Almendralejo

Cinco têm dedicação completa, incluído o presidente da Câmara Municipal, e um parcial

 

José María Ramírez. -

REDACCIÓN MÉRIDA
01/07/2019

As retribuições dos vereadores libertados da nova equipa/do novo equipamento de governo do Câmara Municipal de Almendralejo se reduzem num 4%, em seu conjunto/clube, em relação à anterior legislatura. No plenário/pleno extraordinário de organização que se celebrou na quinta-feira passada na câmara municipal, se aprovou que estivessem libertados seis vereadores da equipa de governo, incluído o presidente da Câmara Municipal José María Ramírez, pelo que o número de libertados se mantém nesta nova legislatura, apesar de que por lei poderiam ser 10.

Dos seis vereadores libertados, cinco deles têm dedicação completa (incluído o presidente da Câmara Municipal), enquanto Domingo Cruz, o vereador de Cultura e Formação, terá uma dedicação parcial ao 70%. No plantel/elenco de governo anterior tinha dois vereadores com libertação parcial.

Quanto ao detalhe das quantidades/quantias que recebem os vereadores libertados, o regedor municipal terá uma subida do 4,5% em relação ao anterior presidente da Câmara Municipal, ao passar a receber de 55.000 a 58.000 euros. Não obstante, e devido a que as retribuições são variáveis, em seu conjunto/clube se produz uma diminui de 4%.

Por outro lado, cabe destacar que se produz uma subida aproximada de 8% nas retribuições de todos os vereadores da Câmara Municipal {almendralejense}, incluídos os da oposição/concurso público, no relativo à assistência aos órgãos árbitros. O regedor municipal explica a este diário/jornal que estas retribuições se fixaram em 2015 e tinham permanecido invariáveis desde então, por isso, as que se estabelecem agora, com as cifras atualizadas, serão invariáveis até 2023.