+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

As exportações aumentam um 21,7% em Agosto pelo puxão dos alimentos

Se reduzem as vendas de produtos energéticos e bens de consumo

 

Fruta lista para a exportação. -

REDACCIÓN MÉRIDA
23/10/2019

As exportações registadas em Agosto alcançaram os 193,4 milhões de euros, um 21,7% mais que no mesmo mês do ano anterior. Delas, um 49% correspondem aos alimentos, cujas vendas no exterior crescem um 2% em taxa interanual. No resto de sectores destacam o aumento das exportações de matérias-primas (157,5%) e automóvel (127,5%). Pelo contrário, se reduzem as de produtos energéticos (-79,4%) e bens de consumo duradouro (-25,8%), segundo os dados publicados ontem pelo Instituto/liceu de Estatística da Extremadura ({IEEX}).

Em relação aos principais clientes, de Janeiro a Agosto se observa um aumento das exportações a Reino Unido (17,3%), Alemanha (10,8%), França (5,8%), e Itália (5,1%), enquanto se reduzem a Portugal (-3,4%). Quanto ao valor das importações, neste mês alcançaram os 107,1 milhões de euros, um 2,6% mais que em Agosto de 2018, com aumentos significativos em bens de plantel/elenco (91%) e automóvel (66,5%). Os sectores que registaram maiores/ancianidade taxas de variação negativas foram manufaturas de consumo (-72,9%), produtos energéticos (-58,2%) e matérias-primas (-46,7%).

Por países, Portugal encabeça as importações com 239,2 milhões de euros, seguido/continuado de Alemanha com 152,8 milhões e Países Baixos com 117,2. Para o conjunto/clube do país, as exportações diminuíram um 6,2% em taxa interanual, situando-se em 19.436,3 milhões de euros.