+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

As cooperativas apresentam incorporar produtores e concentrar mais a oferta

Quarenta medidas para manter o tecido social, económico e ambiental

 

EFE MÉRIDA
08/05/2019

Um plano de fomento da integração cooperativa e a incorporação de produtores a cooperativas são algumas das medidas apresentadas por Cooperativas Agro-alimentarias da Extremadura aos quatro partidos políticos com representação parlamentar que concorrem às próximas eleições autonómicas. Concretamente, Cooperativas Agro-alimentarias Extremadura apresentou um conjunto/clube de 40 medidas centradas no manutenção do tecido social, económico e ambiental que rodeiam à agricultura e ganadaria, bem como à indústria agroalimentar e as cooperativas da região.

Entre essas medidas encontra-se uma iniciativa apresentada já em várias ocasiões por parte de Cooperativas Agro-alimentarias, como é a criação de um Comité de Cooperativismo Agrário, com o fim de poder/conseguir assessorar à Administração em matérias relacionadas com as cooperativas agrárias e o movimento associativo da região. Também propuseram um plano de concentração da oferta e integração cooperativa, «toda vez que as cooperativas podem contribuir a re-equilibrar a cadeia de valor entre produtor e distribuição».

Neste sentido, apresentou a possibilidade de aplicar «uma discriminação positiva» para os sócios de cooperativas no acesso de ajudas e de dar início instrumentos que incentivem a integração dos produtores em cooperativas, tudo isso com o fim de aumentar a concentração da oferta e conseguir empresas dos produtores com uma dimensão relevante/preponderante no mercado.

Cooperativas Agro-alimentarias Extremadura considera que, se as cooperativas são um elemento fundamental para optimizar a rendimento dos produtores através da concentração da oferta, «é lógico apostar em a incorporação nelas da máxima quantidade/quantia possível de agricultores e pecuários».

As medidas para fomentar dita incorporação podem ser diretas, como ajudas para as contribuições obrigatórias a capital social ou a inclusão nos planos de melhoria o subsídio à contribuição ao capital social; ou medidas indiretas, como a formação sobre/em relação a os princípios, valores e benefícios sociais do cooperativismo.

Cooperativas Agro-alimentarias Extremadura pediu também apoio para poder/conseguir elaborar um plano estratégico para o sector agroalimentar, que permita definir o modelo de competitividade das cooperativas extremenhas perante os debates da futura PAC {post}-2020 e aproveitar as oportunidades dos mercados agroalimentares para favorecer o {sostenimiento} e desenvolvimento do sector.