+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O peruano {Wilmer} {Lalupú} expõe a partir de amanhã ‘Seres de lama’

Sua obra tem suas raízes na tradição dos padres, guerreiros ou oleiros

 

{Wilmer} {Lalupú}, autor da exposição, pousa diante de uma de suas obras. - N. C. S.

YOLANDA JIMÉNEZ prov-caceres@extremadura.elperiodico.com TRUJILLO
24/10/2019

A fundação Obra {Pía} dos Pizarro continua celebrando as atividades culturais previstas para este curso e soma a seu catálogo, esta sexta-feira, às 19.30, a exposição {pictórica} Seres de lama, do artista peruano {Wilmer} {Lalupú}, que poderá visitar-se até ao 24 de Novembro no palácio dos {Barrantes}-Cervantes.

A obra plasticidade de {Lalupú} está enraizada na tradição do arte {prehispánico} e sua continuidade com as novas correntes contemporâneas, estabelecendo pontes que vão desde a memória coletiva até uma expressividade que abre novos caminhos estéticos.

Conhecedor da obra de {Lalupú}, o escritor e jornalista {Nivardo} {Córdova}, afirmam que «se podem encontrar as chaves de sua arte e seu artifício/ truque/ artimanha na milenária tradição cultural de sua terra, Monte Castelo, localizada no coração de {Catacaos}, terra de artistas que vêm desde a tradição das {cuturas} {Tallán} e {Mochica}, estabelecidas nessas terras desde há mais de um milénio. Em cada um de seus quadros se respira a tradição dos oleiros, dos guerreiros e padres, o fôlego do povo/vila em seu trabalho, sua dor e suas realizações quotidianas».

Igualmente, assegura que «{Lalupú} é um artista comprometido com seu estilo e com sua terra, tal como o demonstra sua trajetória na qual se desenvolvem projetos culturais coletivos».

A exposição estará aberta de doze a duas da tarde e de seis a oito, de quinta-feira a sábado e aos domingos de manhã.