+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Holanda e o vermelho cereja

A cereja com Denominação de Origem Protegida do Valle del Jerte conseguiu, por umas horas, que os holandeses {cambiaran} a cor laranja e os tulipas pelo vermelho paixão do produto {jerteño}

 

Original 8 Uma ação promocional é repartir {conos} de {picotas} do Jerte para os consumidores. - CEDIDA

ALEX DE MATÍAS / AGENCIAS
01/07/2019

Se algo característico tem a cereja do Jerte, é que não tem barreiras nem fronteiras, como se demonstrou faz uns dias quando chegaram até à cidade holandesa de {Utrecht}. Foi graças a uma ação promocional entre a Direção Geral de Turismo da Junta de Extremadura, {Turespaña} e o Instituto/liceu Cervantes.

O objetivo era mostrar aos profissionais do sector e ao público uns produtores turísticos alternativos à oferta de sol e praia, como são a cultura, a natureza, a arte e a gastronomia. Por isso, para além da cereja, também se promoveu o destino Extremadura e o cava. Também se contou com a colaboração duma agência de viagens de Holanda que comercializa só/sozinho produto extremenho.

¿E porque é que Holanda? Pois porque segundo dados do Instituto/liceu Nacional de Estatística, 16.800 {neerlandeses} se alojaram em estabelecimentos turísticos da Extremadura em 2017, número que situa a Holanda como quinto mercado «mais importante» por detrás de Portugal, França, Reino Unido e Alemanha.

Este país é um dos mercados «prioritários» para o sector turístico da região. Para além do Dia de Espanha em {Utrecht}, Turismo previu em 2019 outras ações na Holanda para aumentar a cifra de viajantes e a visibilidade da Extremadura.