+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A Fundação Concha impulsiona a cultura e as artes com um convénio

Assina um acordo com a Associação Pedro de Trejo para fazer atividades

 

Momento do ato da assina que permitirá a ambas entidades desenvolver atividades de maneira combina. - FUNDAÇÃO CONCHA

NIEVES AGUT prov-caceres@extremadura.elperiódico.com NAVALMORAL DE LA MATA
15/02/2020

A Fundação Concha de Navalmoral de la Mata chegou a um acordo de colaboração com a Associação Cultural Pedro de Trejo, de Plasencia, que tem como objetivo colaborar no fomento da cultura, as artes e a educação. Assim o recolhe/expressa a fundação que, numa nota, detalha, além disso, que a rubrica se expressou num ato que teve lugar na quarta-feira passada, o qual se fez coincidir com a apresentação do livro República, sempre República, de Fernando Flores del Manzano, médico/ doutor em Filosofia e Letras pela Universidade {Complutense} de Madrid, no qual conta a história de {Suso}, um jovem que encontra num sotão o diário/jornal de viagem de o seu pai a França nos 60.

Quanto ao acordo, também nasce com a pretensão de defender a riqueza patrimonial de seus âmbitos de influencia. Além disso, ambas partilharão atividades de interesse/juro mútuo que favoreçam o desenvolvimento e promoção de iniciativas de carácter educativo, histórico e cultural na região e dentro do âmbito das zonas de cada uma de estas. A assinatura a expressaram o presidente da associação Pedro de Trejo, Francisco Valverde Luengo, e o presidente da Fundação Concha, Carlos Zamora López.

A Fundação Concha nasceu em 1883 com fins educativos e culturais para a divulgação do património histórico da zona, tal como a associação de Plasencia, que também trabalha na mesma linha pela investigação e divulgação histórica de seu território.