+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

A mancomunidad (conjunto de municípios) de {Tentudía} prepara um plano próprio de seca

Está desenhando uma campanha de consciencialização para poupar água. Além disso reivindica a interligação da presa com a de Os Moinhos

 

Pescadores, no barragem de {Tentudía}. - RAFA MOLINA

RAFA MOLINA prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com MONESTERIO
24/10/2019

La situação de alerta em qualquer dos barragens da bacia do Guadiana implica medidas e recomendações às que se somam as que desenvolve a Mancomunidad (conjunto de municípios) de {Tentudía} destinada à consciencialização da cidadania para a poupança. Por sua escassa capacidade --somente 5 hectómetros cúbicos--, o barragem do qual se abastecem as localidades da região costuma apresentar situação de prealerta durante boa parte do ano. A estas alturas, e após quase meio ano sem chover, o albufeira encontra-se à metade de sua capacidade, com o que, à espera das chuvas do outono, a região não teria que sofrer nenhum tipo de restrição.

Mesmo assim, diante da escassez de precipitações e tendo em conta a previsão das próximas semanas, a mancomunidad (conjunto de municípios), segundo informa seu presidenta, Mercedes Díaz, trabalha na execução de diferentes projetos, entre o que destaca a posta em marcha de um plano de seca próprio, complementar ao estatal, com o que «se possam determinar medidas, dependendo da situação na qual se encontre o barragem». Outras atuações passam pela captação de água através de poços de sondagem, ou a realização, por parte do Câmara Municipal de Monesterio, de um anel perimetral para o abastecimento agrícola e pecuário, através de uma captação subterrânea. Estas atuações, sustenta Díaz, «embora importantes», somente ajudarão a «prolongar um pouco/bocado mais» os recursos {hídricos} disponíveis, com o que paralelamente se está desenhando uma campanha de consciencialização, na qual incidir naquilo «que todos sabemos que temos que fazer». Enquanto, a mancomunidad (conjunto de municípios) continua reivindicando a posta em marcha de medidas definitivas. Neste sentido, a presidenta anuncia próximas reuniões com a Confederação Hidrográfica do Guadiana e com a nova direção geral de Obras Hidráulicas à que reclamará a interligação da presa de {Tentudía} com a de Os Moinhos ou estudar outras soluções alternativas.