+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Zidane ressuscita a um morto

O Madrid resolve na segunda parte perante o Celta na volta do treinador

 

Zidane e Benzema se cumprimentam, sorridentes. - EFE

ROBERTO MORALES (EFE) deportes@extremadura.elperiodico.com MADRID
17/03/2019

O regresso de {Zinedine} Zidane impulsionou um triunfo do Real Madrid no estádio Santiago Bernabéu, onde não vencia desde o 3 de Fevereiro, e ressuscitou com golos de {Isco} e {Bale} como primeiro passo da reconstrução, perante um Celta de Vigo sem colagem/colada e que agrava suas problemas.

A primeira decisão de Zidane num regresso com comando total foi recuperar aos jogadores com os que tocou o céu futebolístico. Revolucionou a baliza com mudança de {rol} entre {Courtois} e {Keylor} {Navas}. Ignorou o aspeto físico, priorizando o anímico, com dois jogadores desmoralizados como {Marcelo} e {Isco}.

Um Real Madrid estático e sem alegria, que joga ao pé, esperava alguma ação individual para desequilibrar o duelo enquanto o Celta também não provava apenas a {Keylor}. {Kroos} o tentou com um disparo distante que afagou o trave, {Bale} se {estrelló} com ele com um canhotaço, e Ramos viu dentro um {testarazo} após uma pontapé de canto. Foram os avisos isolados.

A mudança no segundo ato já era questão de vergonha, embora começou chocando contra o {VAR}. {Modric} {enganchó} desde a frontal um rejeite à rede que foi anulado por posição ilegal de {Varane} na trajetória da bola.

Serviu para terminar de despertar uma equipa que não pode ter-se esquecido de jogar. A recuperação de autoestima de suas estrelas começou por {Asensio}. Ninguém lhe pôs travão e recuperou sua imagem voraz em corrida/curso, com a bola batido em corrida/curso elegantíssima. Aguentou todas as entradas para acabar deixando o passe entre linhas a Benzema que viu o passe de golo a {Isco}.

Com vitória no marcador tudo foi a favor do Real Madrid e contra de um Celta que sentiu que não era o cenário onde deve ganhar-se a manutenção.

{Bale} também queria seu prémio para enterrar uma etapa de ausência. Rubén lhe tirou com os pés a primeira, após um slalom e disparo cruzado, mas nada pôde fazer perante um tiro ajustado que assinava a sentença e o nova estreia de Zidane com vitória.

REAL MADRID 2

CELTA 0

3Goles: 1-0, {min}. 62: {Isco}. 2-0, {min}. 77: {Bale}.

3Árbitro: {Martínez} {Munuera} (colégio valenciana). Admoestou a {Bale} (m.45), pelo Real Madrid.

3Estadio: Santiago Bernabéu.

3Espectadores: 65.000.

3Real Madrid: {Keylor} {Navas}; {Odriozola}, {Varane}, Sergio Ramos, {Marcelo}; {Kroos}, {Modric} ({Valverde}, m.77), {Isco} ({Ceballos}, m.63); {Bale}, Quadro {Asensio} e Benzema (Mariano, m.82).

3Celta de Vigo: Rubén Blanco; {Kevin} {Vázquez}, Costas, {Araújo}, {Juncá} ({Hoedt}, m.4); {Lobotka}, {Okay} ({Fran} {Beltrán}, m.74); {Boufal} ({Hjulsager}, m.68), {Brais} Méndez, {Pione} {Sisto}; e {Maxi} {Gómez}.