+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Um positivo empate no Romano

O Coria lhe arranca um empate em casa ao Mérida, que no entanto se distância no liderança

 

O romano Santi Villa, com a bola, tenta superar a pressão de {Juanqui}, do Coria. - MÉRIDA {AD}

NONO SAAVEDRA
15/04/2019

Era o último plantel/elenco da zona alta da tábua que visitava o Romano e o Coria conseguiu raspar um empate do feudo emeritense travando a rajada de cinco vitórias consecutivas no campeonato do Mérida (1-1). Mesmo os de Miguel Rubio puderam levar-se a vitória, mas Javi Sánchez, o {cancerbero} local, conseguiu ganhar-lhe a verba/partida a {Teto} num mano a mano na segunda metade com empate no marcador que poderia ter sido chave.

Em linhas gerais o jogo/partido foi bastante igualado, com poucos aproximações para além de os dois golos, ambos marcados na primeira parte, e de duas ocasiões muito claras, uma por cada esquadra, a mencionada de {Teto} e um cabeçada de {Kevin}, ambas na segunda parte.

Começou o choque com um Mérida dominador que teve o prémio do golo no primeiro aproximação perigoso aos 16 minutos. Um centro raso de {Joaqui} desde a direita o {empaló} de primeiras desde a frontal Cristo, adiantando aos seus. Com este golo, Cristo marca por sexta jornada consecutiva.

Como lhe ocurreu noutras ocasiões aos de Santi Amaro, os golos a favor parece que lhe sintam/sentam melhor aos contrários, porque ao ver-se por detrás os {caurienses} começaram a esticar linhas apoiado num {Javito} que fez um jogo/partido incomensurável. O próprio {Javito} protagonizou uma transição arrancando pelo centro que não foram capazes de travar nem o centro do campo nem a defesa romana. O de Moraleja terminaria assistindo a Pinheiro, que no mano a mano e com muita tranquilidade, marcou o empate um minuto antes da meia hora.

DISTRIBUIÇÃO DE OCASIÕES / Na reiniciação, os emeritenses voltaram a sair muito ligados e após um roubo, {Muneta} assistiu a Cristo mas lhe tapou muito bem {Toto}, o rejeite dentro do área lhe caiu a {Joaqui}, mas este rematou fora muito forçado.

A entrada de Dani Espinar no centro do campo local lhe deu muita mais posse a seu plantel/elenco e começaram a aparecer os melhores minutos locais. No 62, {Héctor} mandou um centro desde a esquerda medido à cabeça de {Kevin}, mas este rematou fora num desses {testarazos} que não costuma falhar.

Parecia que os locais {merodeaban} o golo, no entanto, cinco minutos depois, o que se levaram foi o susto da tarde. Espinar, em seu afã de jogar-la desde atrás, enganou-se e lhe deu a bola a {Teto}, o avançado/ponta de lança mais rápido do Coria, e com vantagem perante os centrais, o atacante no um contra um, quis ajustar a sua direita, mas Javi Sánchez lhe leu as intenções e salvou o golo, e certamente dois pontos para seu plantel/elenco.

Conforme passavam os minutos, os {caurienses} notavam o cansaço, mas se defendiam bem e procuravam a velocidade de suas pontas. O próprio {Teto} teve um disparo intencionado ao que se voltou a encontrar ao guarda-redes local.

À sobremesa, o ponto lhe pode saber bem a ambos, já que o Mérida, depois de/após acabar, se levou a alegria da derrota do Cacereño, pelo que a vantagem aumenta a oito pontos. Enquanto desde o ponto de vista do Coria, os de {Miguelete} já sabiam que a {UPP} tinha perdido de manhã em Calamonte e saem do Romano a três pontos dos de Plasencia. Por certo, a derrota matinal dos de Luismi provocava que o Mérida se convertesse matematicamente em plantel/elenco de {playoff} antes mesmo de começar a jogar contra o Coria.

{mérida} 1

{coria} 1

3Goles: 1-0 Cristo, {min}.16; 1-1 Pinheiro, {min}.29.

3Árbitro: Fernández Fernández. Admoestou aos locais Javi Chino e Cristo, e aos visitantes {Juanqui} e David Sánchez.

3Estadio: Romano.

3Espectadores: 2.000.

3Mérida: Javi Sánchez, Juanjo Chavalés, {Álex} Jiménez, Javi Chino, {Héctor}, {Curro}, {Muneta} ({Heo}, {min}.76), Santi Villa, {Joaqui} (Dani Espinar, {min}.55), Cristo e {Kevin}.

3Coria: {Álex}, Carlos García, {Toto}, {Mahillo}, {Joserra}, {Juanqui}, {Fuli} (Rubén, {min}.82), Álvaro (Antonio, {min}.71), {Javito}, {Teto} ({Chema}, {min}.76) e Pinheiro.