+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

La plantel/quadro segue/continua ao pé da letra o caderno de Manuel

Borja Granero e Lolo apelam a olhar somente os partidos da sua equipa e nunca aos rivais

 

Borja Granero atendendo ontem aos meios na Cidade Desportiva de Almendralejo. - R.C.

RODRIGO MORÁN deportes@extremadura.elperiodico.com ALMENDRALEJO
28/03/2019

Quando Manuel aterrou em Almendralejo uma de suas premissas básicas foi a de «consciencializar a todos que temos que ir jogo/partido a jogo/partido. Mas não dizê-lo como um lugar-comum, mas interiorizarlo e levá-lo à prática», apontou. E seus jogadores seguem/continuam seu caderno de ideias a pés {juntillas}. Os últimos em apoiar suas ideias foram Borja Granero e Lolo.

O central valenciano, que se está consolidando no eixo da defesa com boas atuações, tem comentado que «não podemos estar olhando a outros campos. Nós temos que fazer nossos pontos, independentemente dos demais. Nisso sim estamos na sintonia de Manuel».

Granero tornou-se numa peça habitual em defesa. O ex do Racing, que durante sua corrida/curso foi mais meio centralismo que defesa central, se tem {consolidad} junto a Pardo, apesar de começar a época de suplente: «quando {llegué} em verão a {Marbella} me custou pegar/apanhar a forma, mas com o passo da semanas me fui encontrando cada vez melhor até hoje».

Sobre/em relação a o jogo/partido perante {Osasuna}, o central reconhece que é um jogo/partido «complicado, mas nós vamos ali a competir e a tratar de ganhar. Já estivemos muito perto de fazê-lo em Albacete e não entendo porque é que agora não podemos fazê-lo». Granero reconhece que a atmosfera que se cria/acredite em O {Sadar} é complicada para as equipas que vão de visitantes, «por isso nós temos que ir jogada a jogada, ação a ação, e competir». Também considerou que o descanso/intervalo lhe tem vindo muito bem ao plantel/elenco.

Oportunidade/ O jogo/partido brindará também opções a jogadores que por diversas questões têm tido poucos minutos. Um deles é Lolo González, que debutou em Albacete jogando os últimos cinco minutos depois de/após ter estado dois meses sem pisar o relva e após chegar no mercado de inverno procedente do Oviedo Vetusta: «é certo que foi uma situação difícil para mim porque nunca me tinha passado. La chegada de Manuel me deu mais vida e espero usufruir um pouco/bocado mais do futebol».

La ausência por sanção de Fausto Tienza abre as portas da titularidade a Lolo González, que é o perfil de recarga natural para esse posto. Também poderia jogar aí {Zarfino} ou fazê-lo Pardo, embora o {sanluqueño} se vê com opções de estar.

Lolo, como Borja Granero, não pensa que o normal/simples seja uma derrota em Pamplona. «Sabemos que é um grande equipa, mas nós estamos com muita vontade. O que sim se me espero é um ambiente bonito de futebol. Eles vão líderes, as pessoas aperta e será um jogo/partido duro, está claro».

O Extremadura se treinou ontem com normalidade na cidade desportiva. Nando García apura prazos para chegar a Pamplona, enquanto {Schahin}, que ainda treina à margem, está praticamente descartado.

Dúvida Villar/ {Osasuna} também prepara em suas instalações de {Tajonar} a cita/marcação/encontro de domingo. Os {rojillos} mantêm a séria dúvida de seu máximo marcador, Juan Villar, {aquejado} duma lesão. O atacante, que já se perdeu por lesão o jogo/partido em Santa Cruz de {Tenerife}, fez ontem trabalho à margem do grupo e hoje poderia treinar com normalidade.