+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Paula Ginzo se recupera bem, mas não poderá jogar em Vitória

A internacional do Nissan Al-Qázeres assume estar «frustrada», mas anima ao plantel/elenco

 

Paula Ginzo aplaude a Silvia Romero após o Nissan Al-Qázeres-Valencia da passada jornada da liga. - ANTONIO MARTÍN

JOSÉ MARÍA ORTIZ
27/02/2019

Paula Ginzo não poderá cumprir com o sono/sonho de disputar sua primeira fase final da Copa de la Reina. A jogadora do Nissan Al-Qázeres admite que sua lesão musculada está perto de curar-se, mas não o suficiente no tempo como para saltar à pista na atraente/atrativo competição que enfrentará a equipa extremenha.

A pívot cântabra de nascimento e galega de sentimento admitiu ontem sentir-se «frustrada» por não poder/conseguir estar na cita/marcação/encontro de Vitória na próxima sexta-feira perante o Perfumarias Avenida de Salamanca (17.00 horas, {Mendizorroza}), mas vaticina que estará recuperada para o encontro {liguero} perante o {Bembibre}, rival direto na luta pelos {playoff} pelo título, o outro objetivo da época para a equipa extremenha da Liga Feminina Dia.

«Minha lesão vai rápido, melhor do que esperávamos. Tenho muita vontade de começar a jogar já. Estou um pouco/bocado frustrada por isso, porque levávamos muito tempo para lutar por esta Copa de la Reina e para classificar-nos tem costado muito», explicou em declarações a este diário/jornal.

«Não poder/conseguir ajudar a minhas companheiras e estar na pista, já que com elas estou a morte sempre, me frustra bastante, mas estou com muita vontade de recuperar-me já e estar a tope para o próximo jogo/partido de liga», abundou a pívot internacional do Al-Qázeres.

Pensando no coletivo, Ginzo assegura que a equipa está especialmente motivado, ela incluída, embora não vá a saltar à campo/pista. «A Copa de la Reina a {acogemos} com muita vontade e ilusão/motivação de usufruí-la. É como um {open} {day}, uma tema mais moral, que se junta muito basquetebol, o {mejory} um evento muito grande. Levamos muito tempo preparando-o». E sobre/em relação a o confronto em si, comenta: «Temos enfrente um rival muito forte, mas vamos a dar o máximo e se isso é suficiente, pois bem-vindo seja», enfatizou.

A equipa, que hoje terá uma receção na Câmara Municipal, treinará à tarde e amanhã porá rumo a Vitória com o olhar posta em, pelo menos, fazer um bom papel perante o grande favorito da competição.