+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

{Marta} García regressa com o Mundial como objetivo

Domina sua categoria/escalão {sub} 21 após superar uma lesão de costas

 

{Marta} García, durante sua última vitória em San Sebastián. - {FED}. {KARATE}

RODRIGO MORÁN
28/03/2019

{Marta} García Lozano, o diamante do karaté extremenho e nacional, está de volta com mais forças que nunca. A desportista de Almendralejo tem começado a preparação da época depois de/após passar vários meses difíceis por uma lesão de costas que a deixou fora de combate. Após dar com a tecla da recuperação, {Marta} iniciou como um tiro a época após dominar com contundência a primeira ronda da Liga Nacional Feminina {Sub} 21 celebrada em San Sebastián, onde a extremenha ganhou todos os seus combates por 5-0 a seus rivais.

«Voltei com toda a ilusão/motivação do mundo. A lesão {trastocó} os planos, mas o importante é a recuperação e as grandes sensações que agora {vuelvo} a ter. Estou com mais vontade que nunca», assegura a {almendralejense}.

{Marta} García Lozano tem um objetivo em sua cabeça: o Mundial {Sub} 21 de Chile do próximo mês de Outubro. A extremenha sonha com estar selecionada para essa cita/marcação/encontro da época e para isso está treinando diariamente com seu treinador pessoal em Madrid durante seis horas ao dia.

A vitória em San Sebastián foi um chute de moral muito grande para uma desportista, a extremenha, que não se rende e que procura seguir/continuar progredindo no karaté de máximo nível.

Em finais de Abril terá uma nova ronda na Liga Sénior onde {Marta} García competirá, apesar de ser uma categoria/escalão superior. Será em {Torrelavega} (Cantabria). Também se fixa fazer bons resultados no Campeonato de Espanha Universitário que terá lugar em Alicante.

A campeã de Europa de {Kata} por equipas e vice-campeã do mundo tem claro que é o momento de lutar de maneira individual por todos os reptos/objetivos de seu desporto. «O mais importante neste desporto é ter constância e ilusão/motivação. E isso é algo que nunca vamos a perder».