+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O II Congresso ‘Desporto e Turismo Extremadura 2030’ chegará em Março à cidade de Cáceres

 

Autoridades assistentes à apresentação do II Congresso ‘Desporto e Turismo Extremadura 2030’. - EL PERIÓDICO

27/02/2019

E l diretor-geral de Desportos, Manuel José Hernández foi o encarregado faz uns dias de apresentar em Cáceres a segunda edição do Congresso ‘Desporto & Turismo – Extremadura 2030’ que organiza a Fundação Jovens e Desporto e que no passado ano se convertia na primeira experiência {congresual} na Extremadura sobre/em relação a esta temática. Neste ano está previsto seu desenvolvimento para os dias 14 e 15 de Março com o Complexo Cultural São Francisco de la Diputación Provincial de Cáceres como sede.

O titular de Desportos explicou que esta cita/marcação/encontro tem como objetivos {visibilizar} ao desporto dentro do sector turístico devido a sua procura e avaliação por parte de turistas que nos visitam, explorar o potencial do sector relacionado com a economia verde e circular e as possibilidades de gerar riqueza e empregabilidad na economia extremenha, para além de oferecer aos participantes a possibilidade de conhecer experiências e casos de êxito que possam ser {extrapolables} a nossa realidade.

Os destinatários da atividade, na qual também colaboram a Diputación de Badajoz, o Conselho Superior de Desportos, os Comités Olímpico e Paraolímpico, a Direção Geral de Turismo, Extremadura Avante ou a {Aexcid}, são estudantes de matérias relacionadas com a Atividade Física e o Turismo, profissionais do sector turístico, organizadores de eventos desportivos, investigadores, etc., que podem realizar já as inscrições na web oficial www.{congresodeporturi}.com de forma gratuita.

O vereador de Turismo, Comércio e Empresa de Cáceres, Raúl Rodríguez, e o deputado de Cultura, Turismo e Desporto da Diputación de Cáceres Álvaro Sánchez, representantes de duas das instituições que colaboram na organização do evento, coincidiram em destacar a importância de oferecer ferramentas de formação aos agentes do sector extremenho, já que o {binomio} desporto e turismo gera um impacto positivo {per} se, que se pode incrementar se se obtêm esses recursos e conhecimentos aos que se pode ter acesso mediante eventos como o hoje apresentado.

Do mesmo modo, a Universidad de Extremadura terá parte importante nesta cita/marcação/encontro, já que desde a organização se dá máxima importância à formação como ferramenta para o crescimento social, vinculado neste caso ao turismo e o desporto, contando com a Faculdade de Ciências da Atividade Física e o Desporto e a Faculdade de Turismo de Cáceres como espaços nos que poder/conseguir encontrar grande parte das pessoas interessadas em assistir ao Congresso.

Nesse sentido, se considera igualmente muito necessário oferecer a oportunidade a empresas e profissionais de aceder a peritos e experiências enriquecedoras que depois repercutam em nossa região, pelo que os assistentes poderão conhecer de primeira mão experiências de representantes de eventos tão potentes como as provas de maratona de {Sevilla} e Valência, a Volta Ciclista a Espanha ou o circuito {Ironman} Espanha, que serão os encarregados de transmitir essas vivências juntamente com protagonistas de instituições públicas e do sector hoteleiro, que formam o triângulo em de sinergias nas que se baseia o crescimento do âmbito temático que ocupa ao evento.

Desde a Fundação Jovens e Desporto referem do mesmo modo que no quadro da Estratégia de Desenvolvimento Sustentável ‘Extremadura 2030’ impulsionada de forma global pela Junta de Extremadura, se pretende trabalhamos/trabalhámos desde a união de ambos sectores para converter a nossa região num referente de economia verde e circular, com um modelo próprio que configure um novo cenário produtivo regional, capaz de gerar riqueza e emprego, através de nossas enormes fortalezas ligadas a nossos recursos naturais, tendo em conta questões como as alterações climáticas, a escassez de água, a biodiversidade, etc..

Por último, Manuel José Hernández quis {recordar} que o Congresso contará de novo, para além de com conferencistas de referência em seus campos de trabalho, membros de empresas e firmas/assinaturas destacadas no âmbito do ‘turismo desportivo’, com mesas de debate sobre/em relação a a aposta institucional por este tipo de turismo, o impacto económico dos grandes eventos desportivos ou a aposta do sector hoteleiro pelo desporto, juntamente com palestras sobre/em relação a casos de êxito como os das cidades de Soria e Valência, entre outros temas.

II PRÉMIOS DESPORTO E TURISMO / Noutro ordem/disposição de coisas, nesta segunda edição o Congresso leva preparados novamente os II Prémios Nacionais ‘O Anel’ de Desporto e Turismo, com os que se pretende reconhecer àquelas pessoas, entidades públicas e firmas/assinaturas privadas cuja lavor/trabalho suponha um importante impulso para o sector do turismo desportivo e sustentável.

Após a receção de candidaturas e a eleição de finalistas por parte do Júri, amanhã finalizará a votação popular nos perfis em Redes Sociais e web da Fundação Jovens e Desporto, tendo os resultados obtidos o mesmo valor que o de um voto unipessoal de cada um dos membros do Júri na hora de decidir as vencedoras duns prémios que se entregarão durante a cita/marcação/encontro {congresual}.