+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O Cáceres não para de crescer

O conjunto/clube de Roberto Blanco vence com enorme clareza ao {Tau} {Castelló} baseado na defesa

 

Luis Parejo, em ação. Finalmente pôde jogar, luzindo uma aparatosa máscara para proteger seu nariz quebrado. Ajudou anotando 8 pontos. - {TAU} {CASTELLÓ}

ÁREA 11 deportes@extremadura.elperiodico.com CASTELLÓN
23/11/2019

Somou o Cáceres Património da Humanidade sua terceira vitória consecutiva e segue/continua aproximando-se à zona alta da tábua classificadora após impor-se a {Tau} {Castelló} num encontro no qual foi sempre pela frente/por diante no marcador. Um excelente início de jogo/partido permitiu aos visitantes manejar o rito do encontro e ainda que no início do terceiro quarto os locais apertaram, Cáceres não se deixou ir e com outro {arreón} no início do último quarto sentenciou o encontro.

Após o 2-0 inicial, o conjunto/clube extremenho se fez proprietário do encontro. Com um domínio absoluto do ressalto e um grande medida certa em tiros/lançamentos de dois, os visitantes assinaram um parcial de 0-14 (2-14, minuto 5). Esse parcial supôs, além disso, uma dose extra de confiança aos visitantes, que apesar dos mudanças de defesa de {Tau} {Castelló}, conseguia manter seu rendimento acima dos dez pontos (8-18, a 3:24). E quando mas sofriam os visitantes, seu medida certa desde a linha de tiros/lançamentos livres lhes permitia recuperar vantagem e respirar (8-24), embora no fim do quarto a diferença ficava em 13 pontos (13-26).

Apertaram os {castellonenses} no início do segundo quarto com uma defesa em zona que lhe gerou muitos problemas ao jogo interior de Cáceres. Mas os visitantes encontraram a solução a suas problemas no medida certa de Parejo desde mas lá da linha de 6.75 e com dois triplos consecutivos manteve aos seus acima dos dez pontos de diferença. Também {Rakocevic} {acertaba} desde o exterior para evitar que os locais se aproximassem, e {Kuiper} se somava à lista de {triplistas} para elevar a rendimento extremenho até os 18 pontos a 3:26 para o descanso/intervalo (24-42).

Mas os locais não desciam os braços e um novo {arreón} de {Tau} {Castelló} deixava as diferenças em 13 pontos no fim do segundo quarto (32-45).

APROXIMAÇÃO LOCAL / {Tau} {Castelló} tinha que pôr-se as pilhas e saiu com uma marcha mas após o descanso/intervalo. Os locais ajustaram sua defesa e se encarregaram ao medida certa de {Gatell} e {Djukanovic} para ir recortando distâncias no luminoso (40-49, minuto 22). {Uriz} anotava de três para Cáceres e {Rakocevic} e Parejo quebravam a defesa local para elevar a rendimento extremenho até os 17 pontos justo quando se alcançava o equador do terceiro quarto, obrigando ao treinador local a pedir tempo morto (42-59). Um tempo morto que lhe funcionou a {Castelló}, que à volta assinava um parcial de 9-0 para colocar-se a 8 pontos o rival (51-59).

Diminuíam três minutos do quarto e agora era e treinador de Cáceres o que tinha que pedir tempo morto para tentar reconduzir a situação. Não funcionava e Cáceres seguia/continuava chocando diante da pressão defensiva de um {Tau} {Castelló} muito sério que, além disso, assegurava seus lançamentos e seguia/continuava aproximando-se no luminoso (53-59, a 1:30). Joseph ia ao resgate. e apesar de todos os problemas da equipa conseguia deixar as diferenças em 8 pontos para enfrentar o quarto decisivo (55-63).

Não perdeu os nervos a equipa visitante, que no início do quarto final recuperou as boas sensações do início, com um basquetebol vivo e com muito ritmo que desconcertou a {Tau} {Castelló} e permitiu aos extremenhos voltar a pôr terra de por meio à falta de cinco minutos para o final do jogo/partido (59-76).

Não reagia a equipa local, que via como os visitantes iam até os 20 pontos de vantagem (59-79). Aí acabou-se o jogo/partido e a Cáceres lhe bastou com manter a intensidade para somar um novo triunfo que lhe permite olhar fazia a zona alta da classificação.

{TAU} {CASTELLÓ} 65

CÁCERES 85

3Marcador por quartos: 13-26, 32-45 (descanso/intervalo), 55-63 e 65-85 (final).

3Árbitros: De {Liucas}, Mote e González. Eliminado: {Gatell} ({min}. 38).

3Pabellón: {Ciutad} de {Castelló}.

3Espectadores: 500.

3Tau {Castelló}: {Wade} (4), Vão {Zegeren} (7), Porto (5), {Djukanovic} (9), De Assis (6) -cinco inicial- {Romá} {Bas} (2), {Faner} (11), {Sabaté}, {Gatell} (11), García Flores (0), Rosa (10), {Kinoshita} (0), {Sabaté} (0).

3Cáceres Património da Humanidade: {Úriz} (11), Ventura (0), Joseph (13), {Rakocevic} (16), {Kuiper} (5) -cinco inicial- {Nikolic} (8), {Zubizarreta} (12), {Berg} (5), Parejo (8), Bilbao (7).