+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O Cacereño mudará hoje oficialmente de presidente e {Ordóñez} assume tudo o comando

A família {Martínez} Mergulhador-{Doblas} é ‘substituída’ pelo empresário local

 

Antonio Martínez Doblas e Martínez Mergulhador, faz 10 anos em assembleia. - EL PERIÓDICO

J. M. O. CÁCERES
08/05/2019

Dia histórico no Cacereño. O decano do futebol extremenho muda formalmente de presidente. O oficial até hoje, o de Zafra Antonio Martínez Buzo, cederá a testemunha ao empresário local Carlos Ordóñez na junta geral ordinária de acionistas, convocada às 12.00 no estádio Príncipe Felipe.

Terá poucas incógnitas e se prevêem também escassas surpresas na cita/marcação/encontro da sala de juntas do estádio verde. Se há algo de encanto este residirá nos nomes que acompanhem a {Ordóñéz} no conselho de administração do {CPC}, que terá uma cifra mínima de três membros e máxima de sete, segundo a documentação que vai-se a pôr sobre/em relação a a mesa e que em sua gestação foi modificada nos últimos meses.

Ordóñez, que criou uma nova sociedade, {Riba} {Sport} {Gestrión} SL que assume as obrigações de {IQ} Finanças dentro de um complicada rede burocrática, será o encarregado de comandar a nave do Cacereño numa nova etapa. A anterior (no oficial) levou ao Cacereño da mão da família de Martínez Doblas-Buzo, que tinha chegado a um acordo com o empresário chileno-mexicano Álvaro López, finalmente fuera do projeto. «Somos pessoas sérias», repetem Ordóñez e seu ambiente. Por enquanto, a compra de ações se concretizou numa cartório cacerenha. Só/sozinho a história julgará se a mudança é efetivo para o clube.