+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O cacerenho Luis Cayetano Martínez, terceiro de Espanha

O piloto tem sobressaído na modalidade estrela deste desporto

 

Luis Cayetano Martínez. - CEDIDA

E. P. E.
11/10/2019

{Lla} quarta corrida/curso do Campeonato de Espanha de {Automodelismo}, disputada no circuito do Clube {Asoger} em {Getafe}, deu um novo êxito ao desporto extremenho. Era a última prova, do total de 4 das que consta o nacional, tendo's disputado as três anteriores em Valência, Ronda e Valladolid. Contam as três melhores e o cacerenho Luis Cayetano Martínez foi terceiro de Espanha da escala 1/8 Pista Gás, que é a mais rápida e potente de entre todas as que se disputam ou em circuitos de asfalto.

A escala de 1/8 Pista Gás é considerada como a {F1} do {automodelismo}, já que não tem comparação com nenhuma outra modalidade, tanto/golo por sua descomunal relação peso-potencia, como por seu aceleração, velocidade de reação, aerodinâmica, etc..

Nesta disciplina se englobam carros a escala 1/8, isto é, 8 vezes mais pequenos que um de escala real, com carroçarias tipo ‘{barqueta}’, parecidas às utilizadas nas 24h de Lhe {Mans} e dirigidos à distância por meio duma emissora de rádio controlador. São modelos com tração às 4 rodas, mudança automática de 2 velocidades, um peso duns 2,5 {kg}, propulsados mediante um motor de 2 tempos que consome uma mistura de {metanol}, óleo/azeite e nitro-metano, que giram a umas 48.000 revoluções por minuto e desenvolvem potências próximas aos 3,5Cv de potencia.

Essas características técnicas, que num carro real suporiam mais de 1500 Cv de potencia, fazem possível acelerações de 0 a 100 {Km}/h em 2,3 segundos muito parecidas às de um {F1} real, e velocidades ponta de mais de 110 {Km}/h se as condições do circuito o permitem. Sem lugar a dúvidas, estes são dados que estremecem a qualquer, mas que para Cayetano são habituais quando se desloca às corridas/cursos.

O êxito do piloto cacerenho, que já foi campeão de Espanha em duas ocasiões, mas numa escala imediatamente inferior, não se tem baseado na velocidade pura, mas mais bem na consistência e a fiabilidade o que lhe tem suposto terminar segundo na corrida/curso de Valência, quarto na de Ronda e quinto nesta última de {Getafe}, eliminando o resultado da corrida/curso de Valladolid, na qual por problemas de motor teve que abandonar. Para poder/conseguir disputar o nacional com garantias de êxito, o piloto cacerenho conta com o apoio de {Cotén} Escuderia, escuderia nascida em Lugo, e que desde há dois anos conta com o seu filho, Jorge Martínez Agudo.

Cayetano incide na importância de {Cotén} no desenvolvimento e promoção do {automodelismo} em Espanha, já que além de promover e ajudar a pilotos como aos dois extremenhos. É a única instituição a nível nacional que conta com uma escola de jovens pilotos de rádio controlador, a RC Academy, que sem lugar a dúvidas é a berço dos próximos campeões de Espanha.

Enquanto, no Circuito de {Automodelismo} de Os Castelhano-leoneses, berço do {automodelismo} em pista da Extremadura, ao ser o único circuito da comunidade, «desde há demasiado tempo se tem visto destinado ao abandono e o esqueço das instituições, que deixaram que esta instalação pública e que ainda está em uso se tenha convertido em lugar de botellones, {pipican} e centro de pequeno tráfico de drogas, com o que os adeptos ao {hobby} do {automodelismo} são cada vez menos na cidade», se queixa Martínez.