+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O Badajoz, perante o filial granadino para pegar/apanhar impulso

Criar mais lances de golo é o desafio do conjunto/clube de {Nafti}, que cumpre uma volta

 

Badajoz-Talavera disputado faz apenas duas semanas. - A. RODRÍGUEZ

JOSÉ LUIS VELA
17/03/2019

Con a baixa de Mario e Juanjo por sanção e Julio Cidoncha por lesão, o Badajoz recebe ao Recriativo Granada às cinco da tarde no estádio Novo Viveiro. Pelo contrário, recupera a {Guzmán} {Casaseca} após uma lesão. Con este jogo/partido o treinador {Mehdi} {Nafti} cumprirá uma volta à frente do Badajoz com uma mudança muito positivo. As ausências na defesa serão previsivelmente cobertas pelo central César Morgado e o lateral direito Toni Abad enquanto por Julio Cidoncha poderiam entrar {Kamal} ou José Ángel.

A equipa {blanquinegro} quer recuperar a senda do triunfo após somar três empates consecutivos (0-0 em {Marbella}, 0-0 perante o Talavera no Novo Viveiro e 1-1 em A Linha da Concepción).

O repto/objetivo é a vitória e para isso, «temos vontade de voltar a criar mais perigo em campo contrário», declara {Nafti}, para acrescentar que «queremos ter mais intensidade, mais agressividade, sobretudo com bola e em campo contrário. Temos vontade de fazer mais lances de golo e nesse sentido temos trabalhado durante a semana sem perder a ordem que nos fez fortes estes três meses mas com vontade de propor algo mais na hora de elaborar jogo».

{Nafti} insiste em que quando chegou ao Badajoz, «a equipa recuperou intensidade e agressividade, sem perder a ordem e agora mesmo diria que estamos numa fase ao revés. No ordem/disposição defensivo a equipa está muito bem plantado no campo mas nos falta um {pelín} de intensidade, de agressividade».

Se cumpre uma volta desde sua chegada ao Badajoz. ¿Que mudou? «Onde vamos agora mesmo os rivais nos respeitam muito. Se tem visto nas {alineaciones} dos equipas rivais nos últimos partidos. Lembrança O {Ejido} e Múrcia fora de casa, Talavera, Villanovense... As equipas nos respeitam».

O franco-{tunecino} adverte que «vamos a deixar ao Badajoz no lugar onde se merece no mínimo, em Segunda B, primeiro e depois já se verá. Sabemos donde {venimos}. A ambição a temos de maneira humilde».

Do Recriativo Granada, diz que «é uma equipa perigoso. Um filial que não tem medo a perder, tem transições perigosas, ataca com muitas pessoas, tem pernas, fez golos mas também tem encaixado muitos e será um jogo/partido complicado. Vêm de dois partidos sem perder com 4 pontos nos dois últimos partidos».