+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Badajoz e Mérida dirimem um derby de rajadas contraocasos

Prevê-se um grande ambiente no estádio de Badajoz e se espera que tenha muita emoção

 

Impressionante estado da bancada do Novo Viveiro no derby de 2015. - SANTI GARCÍA

J. L. VELA / J. GAGO deportes@extremadura.elperiodico.com BADAJOZ / MÉRIDA
27/10/2019

Partidazo no Novo Viveiro que se veste de gala para acolher seu primeiro derby extremenho após a remodelação. O CD Badajoz e o Mérida se enfrentarão este domingo a partir das 17.30 horas, em situações muito diferentes, mas em 90 minutos e num derby pode passar de tudo. Os jogadores de {Mehdi} {Nafti} são terceiros e os de Diego Merino, penúltimos. Desde a uma da tarde terá um grande ambiente nos arredores do Novo Viveiro e ontem numerosos adeptos {blanquinegros} alentaram a seus jogadores após o último treino da semana.

O Badajoz recupera a Toni Abad após um jogo/partido de sanção e também a Jairo Morillas que superou um entorse de joelho. É dúvida Pablo Vázquez com uma infeção num pé. {Nafti} convocou ontem aos 23 jogadores da plantel/quadro para o encontro e hoje fará os {descartes}.

Do rival, {Mehdi} {Nafti} assinala que «é uma equipa que está a sofrer, está abaixo na classificação, mudou de treinador faz duas semanas e ainda não se encontrou. Mas vem um derby e durante este tipo de partidos a euforia, a vontade, a intensidade estão ao máximo e estou convencido de que nos {encontraremos} a um Mérida diferente ao que temos visto até agora, somente pelo facto de jogar esse derby».

{Nafti} considera que um derby tem suas matizes. «Está claro que o Mérida tem suas necessidades mas nós também temos as nossas. {Considero} a nosso jogo/partido um três por um. Primeiro, a necessidade dos três pontos. Dois, dar um banho de alegria e felicidade a nossas pessoas. E três, encontrar novamente'ns nós e recuperar um pouquinho de confiança. Com isto explico a importância do nosso jogo/partido sem falar das necessidades do rival».

Do clube emeritense, {Nafti} destaca que «não me vou a permitir falar de um Mérida que não conheço. Temos de estar dentro do clube para sabê-lo. Meu Mérida era outro plantel/elenco com outros jogadores embora ainda têm a dois futebolistas no campo que são amigos meus e não posso comentar de um plantel/elenco que não conheço como funciona. Seria uma falta de respeito ao rival».

«Um jogo/partido especial? «Bastante tenho com o meu», esclarece o treinador para acrescentar que «Mérida é uma cidade à que tenho carinho, não me vou a esconder embora doa a alguns. Não sou de passar manteiga ou vaselina mas o que me importa é meu clube, meu plantel/elenco e meu pessoas, isso está claríssimo. Não somente falamos do CD Badajoz mas duma hobby/adeptos, uma cidade e te {sientes} muito responsável. Quando vou a comprar o pão a quantidade/quantia de pessoas que me dá uma {palmadita} nas costas. {Eres} responsável da felicidade ou não da pessoas, é uma responsabilidade muito bonita».

Por último, {Nafti} sublinha que «não podes sentir pressão por um jogo/partido assim. ¿Quantos jogadores querem jogar um jogo/partido assim? ¿Quantas cidades querem viver um dia assim? ¿Quantas? No domingo seremos a inveja de toda Espanha, pelo menos de toda a Segunda B, são partidos para usufruí-los».

COM URGÊNCIAS / Por seu lado, o Mérida tem mais que ganhar que perder neste encontro. Chega após um empate perante o {Yeclano} e ocupa a penúltima posição na tábua classificadora. Um duelo perante o Badajoz que, segundo assegurou Merino, supõe uma «oportunidade para reverter a situação» para os romanos.

Por isso, Merino convocou a toda sua plantel/quadro para um jogo/partido especial para ambas as equipas. Não obstante, Antonio Pino e Miguel Montes não disputarão nem um só/sozinho minuto, pois a ambos lhes falta ritmo de competição após sair de suas lesões. O jogador mais importante para o Mérida: seu hobby/adeptos, que se deslocará em masa ao Novo Viveiro.

Cinco autocarros tem completado o conjunto/clube {pecholata} para este deslocação, mais os adeptos que viajarão também à cidade de Badajoz em seus próprios veículos.

Por tudo isso, mais de 40 forças da polícia velarão pela segurança num jogo/partido de alta tensão onde deve ganhar o futebol.

Em qualquer caso, se espera que não tenha problemas entre as hobbies dos dois conjuntos e o clima de desportivismo seja o que impere no que prevê-se um encontro emotivo. Badajoz e Mérida, Mérida e Badajoz, o clássico derby da província de Badajoz, do qual se espera muito esta tarde no Novo Viveiro.