+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

‘{Manitas}’ de Oviedo e {Castelló}

O Cáceres Património da Humanidade duplica a alegria por sua vitória de sexta-feira perante o Palma depois de/após que ontem dois de seus rivais diretos, {Araberri} e Barcelona B, perdessem seus encontros

 

Protagonista 8 Luis Parejo, perante o {Iberostar} Palma. - F. VILLEGAS

J. O. deportes@extremadura.elperiodico.com CÁCERES
17/03/2019

En o Cáceres Património da Humanidade se deitaram felizes na sexta-feira (vitória por 80-75 perante o {Iberostar} Palma remontando de forma épica 14 pontos no último quarto) e ontem voltaram a fazer o mesmo. Durante toda a tarde seus responsáveis seguiram/continuaram de perto o que acontecia nos encontros de dois de seus rivais diretos, {Araberri} e Barcelona B, com a esperança de que perdessem. E fizeram-no, para satisfação extremenha.

Os bascos apresentaram muita batalha na pista do Oviedo, que não conseguiu descolar-se até os últimos minutos para acabar impondo's por 71-63. E em Barcelona, o filial azul-vermelho esteve pela frente/por diante do {Tau} {Castelló} durante a maior parte do choque, chegando a ter mais duma dezena de pontos de vantagem por momentos. No entanto, o conjunto/clube {levantino} reagiu na reta final e se levou a vitória (57-62).

A situação se aperta por abaixo à espera do que aconteça esta manhã entre o Bilbao Basket e o lanterna vermelha, o {Prat} (6-19). O Cáceres fica igualado com o {Araberri} com um balanço de 7-19, muito perto do Barcelona B (8-18). Quem sim se tem descolado um pouco/bocado é o {Canoe}, que na sexta-feira quebrou sua rajada de sete derrotas seguidas/continuadas perante o Lleida (65-64) e se põe com 9-17.

A felicidade do capitão

O principal de tudo foi a remontada de sexta-feira, que se começa a ver como um ponto de inflexão na época pelo modo no qual se produziu, embora terá pouco/bocado tempo para usufruí-la porque na quarta-feira volta a ver jogo/partido, precisamente em {Prat}.

«Estamos muito contentes. Levávamos muito trabalho detrás, embora não estava saindo. O desporto profissional é assim: se não chegam as vitórias, se questiona o trabalho. Nós sempre temos seguido/continuado acreditando e se tem visto», comentou Luis Parejo após vencer ao {Iberostar} Palma.

O capitão mostrou-se muito satisfeito por ter «voltado a ter a conexão com a hobby/adeptos que necessitamos. Nos têm animado quando tínhamos momentos de quebra» e assegurou que a diferença relativamente a partidos anteriores que se tinham perdido se tinha centrado em que a equipa não tinha perdido a concentração em nenhum momento.

«Estivemos metidos os 40 minutos, fazendo o que tínhamos que fazer, embora tínhamos ansiedade por ganhar», declarou.

Parejo espera que isto seja «um empurrão de adrenalina» e reiterou sua fé «neste plantel/elenco e no corpo treinador. {Confío} em que ter ganho este jogo/partido só/sozinho seja o princípio e {salgamos} de abaixo».