+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Um festival mais seguro

Mais de 200 polícias velarão pela segurança, terá mais banhos e contentores e não se poderá entrar no recinto com vidro ou latas H Os hoteleiros da praça/vaga já começam a receber/acolher os copos {serigrafiados} e {reutilizables} nos que servirão as bebidas

 

Vizinhos/moradores 8 Cartaz de ‘eventos limpos’ no centro histórico. - FOTOGRAFIAS: {ARTURO} {HARA}

Montagem 8 O cenário da praça/vaga Maior, cuja estrutura começa a tomar forma. -

G. G. epextremadura@elperiodico.com CÁCERES
08/05/2019

Um Womad cada vez mais seguro. Essa é a ordem que seguem/continuam ano após ano na cita/marcação/encontro multiétnica, a mais multitudinária da capital cacerenha. Nesta ocasião, serão mais de 200 efetivos da Policia Municipal se encarregarão de que o evento decorra com total normalidade. Segundo detalhou ontem a Câmara Municipal, serão 170 polícias locais que pertencem à Unidade Operacional mais 49 agentes de unidades especializadas velarão cada dia pelo trânsito e a segurança cidadã em três turnos.

Como cada ano, se estabelecerá um primeiro cinto de segurança na cidade monumental e nas vias de acesso à praça/vaga Maior e se cortará ao trânsito o acesso desde Santa María e São Mateo a partir das 16.00 horas de quinta-feira. Os pontos de fecho ao trânsito serão a praça/vaga da Concepción com rua {Barrionuevo}, a praça/vaga do Duque, a praça/vaga de São Juan com rua Galegos, bem como a praça/vaga de Santa Clara com rua Damas, segundo informa a Policia Municipal. O segundo anel de segurança compreende a área formado pela fonte luminosa, Hernán Cortes, , praça/vaga de Argel, praça/vaga de Santiago, praça/vaga de São Francisco, praça/vaga Castanha, Bairro Novo e rua {Sande} e estará controlado com presença policial para regular/orientar o trânsito.

Quanto às medidas de segurança, neste ano, o dispositivo contempla que não se permitirá aceder ao recinto da praça/vaga com embalagens de vidro, garrafas ou latas fechadas já seja com tapas ou tampões, e qualquer outro objeto que possa considerar-se perigoso para a integridade física dos assistentes e se instalarão treze pontos de controlo. Do mesmo modo, os locais que instalem terraços deverão retirá-las antes das 16.30 horas e estará proibido que as cadeiras e as mesas se fiquem {apiladas} à vista.

Precisamente, em relação aos hoteleiros digressão a principal novidade deste ano, os copos {reutilizables}. Os negócios da praça/vaga Maior e arredores que instalem barras durante Womad começaram a receber/acolher ontem os recipientes nos que nesta edição, por norma, deverão servir as bebidas no festival e cada um luzirá o {logo} de seu local. Para além de que um ou outro leve a serigrafia própria do local, os copos partilharão o mesmo formato: todos de silicone e em dois tamanhos. Os assistentes terão que adquirir o recipiente por um preço determinado quando peçam numa das barras, poderão usá-lo durante a jornada e mais tarde, terão a opção de devolvê-lo --e se lhes reintegrará o dinheiro-- ou bem {llevárselo} a casa de lembrança. Esta proposta é uma das novidades que introduz a cita/marcação/encontro para reduzir o uso de plástico.

Outra das iniciativas, também posta em marcha pela associação de vizinhos/moradores Cidade Monumental, que também começava a materializar-se é a da distribuição de cartazes de ‘Eventos limpos’ nas portas dos vizinhos/moradores da zona monumental. Uma das residentes, que luz em sua janela o cartaz desenhada por {Patxidifuso} deixa claro que os vizinhos/moradores mostram-se a favor do Womad mas querem que {transcura} de forma cívica. «Dois dias de música não me importam, mas não se pode consentir que façam {pis} na porta de teu casa ou que teu rua fique cheia de lixo, o único que pedimos é que as pessoas tome consciencializa sobre/em relação a o tema», assinala. Também se instalarão como novidade 30 casa de banho ‘tipo cogumelo’ para além de os 34 banhos químicos, 179 contentores, 40 contentores para latas e quatro para a recolhida de tampões. Para completar o trabalho de limpeza, trabalharão nove veículos e contarão com 13.000 sacos de lixo e 700 litros de desinfetante.