+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

«Terminei na rua pela droga e a delinquência»

 

25/10/2019

Tem 48 anos e vive desde a juventude numa situação de exclusão social. O cacerenho Juan Viagara nasceu em plena movida e terminou caindo na droga. Reconhece seu culpa: «Sou culpado de minha situação, os problemas com a droga e a delinquência me levaram a estar na rua». Decidiu reconduzir sua vida e se {dirtigió} a Cáritas a pedir ajuda. Hoy reside no Centro Vida e se tem reabilitado: «Os dias na rua são muito duros, se passa frio e fome e Cáritas te oferece ajuda ao momento», assinala. Juan vive junto a outras 16 pessoas em sua mesma situação, como {Dariusz}, polaco de 50 anos. Vinho a Espanha faz nove anos à procura de emprego até que chegou a crise e ficou no desemprego. «Nunca pensei que me fora a ver na rua, quando tinha trabalho nunca {piensas} que pode chegar uma crise e afetar-te», assegura. Embora ele não perde a esperança, não deixa de formar-se para poder/conseguir reinserir-se no mundo laboral.